Governador se reúne com diretores dos hospitais e anuncia medidas para reforçar a saúde no Ceará

13 de Maio de 2015

O governador do Ceará, Camilo Santana, reuniu-se na tarde desta quarta-feira (13), na Secretaria da Saúde, com diretores dos hospitais da rede pública do Estado e o secretário da saúde interino, Henrique Javi. Na ocasião, ele ouviu as demandas de cada um e reforçou o compromisso do Estado para suprir as necessidades com a Saúde.

Camilo Santana destacou que a integração dos setores é essencial para o debate sobre a saúde pública no estado. “Temos que dar as mãos. Vou criar um comitê, vou chamar o Tribunal de Justiça, pois temos a judicialização da saúde, chamar o Sindicato dos Médicos, os setores responsáveis para que possamos construir as saídas para a Saúde no Ceará”, reforçou.

Medidas

“Estou tratando pessoalmente de todas as medidas, restabelecendo qualquer material ou medicamento que esteja em falta nos hospitais. Já autorizei todos os recursos necessários, muitos já foram repostos e falta só a entrega por parte dos fornecedores. Convoquei todos os diretores de hospitais para avaliar os problemas e identificarmos as soluções juntos. Estou estudando a questão de leitos de retaguarda para diminuirmos as filas nos hospitais. As medidas urgentes que forem necessárias nós estamos tomando”, enfatizou o governador.

Durante o encontro, o governador enfatizou que é necessário que o assunto entre em pauta nacional, envolvendo estados, municípios e União. Ele ressaltou a situação difícil que vive o país, de contenção de gastos e repasses pelo Governo Federal. Por exemplo, em 2006, a cada R$ 1 repassado pela União, a proporção era de R$ 1 investido pelo Estado na Saúde. Já em 2015, a proporção aumentou para R$ 4 gastos pelo Estado a cada R$ 1 aplicado pela União no setor.

“É importante que a população compreenda que problemas com a Saúde não são de hoje e nem só no Ceará. Existe em todos os estados, mas não podemos transformar para uso partidário ou se aproveitar da situação de sofrimento do povo cearense”, disse o governador.

Reunião 1Investimentos

A rede de assistência à saúde do Ceará cresceu nos últimos oito anos. De janeiro a abril de 2015 foram investidos R$ 50 milhões a mais em comparação com o mesmo período de 2014. Camilo Santana acrescentou que o sistema de saúde pública do Ceará é referência em todo o Brasil, dispondo de três hospitais regionais (Norte, Cariri e Sertão Central), 19 policlínicas (três estão em conclusão, em Canindé, Maracanaú e Crato), 22 UPAs 24h (mais duas serão inauguradas até julho deste ano) e 19 CEOs, além da rede de atendimento de Fortaleza.

Prioridade

Camilo lembrou que a Saúde é, ao lado de Educação e Segurança, prioridade no seu Governo e garantiu que não vai medir esforços. “Vivemos um sub-financiamento para a Saúde. Estou aqui à disposição para superar esses problemas, dentro da nossa realidade, com essas limitações, para construirmos, juntos, um caminho para o setor. O que está em jogo não é só o meu trabalho como governador, mas a vida de todos nós”, disse.

Também participaram do encontro o secretário-chefe do Gabinete do Governo do Estado, Élcio Batista; o secretário da Casa Civil, Alexandre Landim;  secretários da Fazenda e Planejamento, Mauro Filho e Hugo Figueirêdo, respectivamente; e o líder do Governo na Assembleia Legislativa do Ceará, deputado Evandro Leitão; entre outros.

Fotos: Carlos Gibaja e Tiago Stille

Thiago Sampaio
Repórter / Célula de Reportagem

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br   / (85) 3466.4898