Confira a Programação cultural desta semana no Dragão do Mar

30 de junho de 2014

30 de junho a 6 de julho

FORMAÇÃO

> Corujão da Criação

Com o objetivo de esclarecer questões sobre o Processo Seletivo 2014, o Porto Iracema das Artes realiza na próxima segunda (30 de junho) e terça-feira (1º de julho) o Corujão dos Laboratórios de Criação. O evento acontece das 15h às 22h, nos dois dias, no Centro de Narrativas Audiovisuais – CENA 15.

Em formato de plantão de atendimento, a equipe dos Laboratórios estará presente para responder demandas do público interessado em inscrever seu projeto nesta segunda edição dos Laboratórios. Os atendimentos serão por ordem de chegada. Vale lembrar que o período de inscrições se encerra no dia 6 de julho.

Os Laboratórios de Criação são espaços de experimentação, investigação e desenvolvimento de projetos divididos em quatro linguagens artísticas: Cinema, Música, Teatro e Artes Visuais. Em período de imersão de cinco meses, as 20 propostas selecionadas receberão orientação de tutores e consultores, que conduzirão a qualificação dos projetos através de orientações individuais, masterclass, oficinas e palestras. Os artistas proponentes ainda recebem uma ajuda de custo mensal no valor de R$ 800.

+ Dias 30 de junho e 1º de julho, das 15h às 22h, no Centro de Narrativas Audiovisuais (CENA 15). Acesso gratuito e aberto ao público. Mais informações: (85) 3219 5842 / 99952378 e no release em anexo.

MOSTRA

> IV Mostra da Cultura Reggae no Ceará

Em sua quarta edição, o REGGART – IV Mostra da Cultura Reggae no Ceará traz como tema central a “Reggae: do gueto para o mundo”, com palestras, exposições e apresentações artísticas, feira de artesanato, roda de negócios e shows com artistas e DJs locais. Toda programação é gratuita.

O evento visa proporcionar atividades culturais objetivando a difusão da cultura reggae. Ele acontece na semana em que se comemora a Semana Municipal da Cultura e da Identidade Reggae, que ocorre do dia 1 a 7 de julho.  A IV Mostra da Cultura Reggae no Ceará inicia no Dia Internacional do Reggae (dia 1º de julho)  com uma roda de conversa no auditório, com o tema é “Reggae: do gueto para o mundo”, às 18h30. Logo após, às 20h, na Praça Verde acontece o show “Especial ao Reggae Brasileiro” com a banda Dona Leda e convidados e a apresentação do Projeto Na Ponta da Agulha. Os outros dias de programação acontecem no Estoril e no bar Bicho Papão.

PROGRAMAÇÃO:

Dia 1 Terça (no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura)

18h30 – no Auditório do Dragão do Mar: Roda de Abertura ?Reggae: do gueto para o mundo?

20h – na Praça Verde: Noite especial ao reggae brasileiro com Dona Leda + Projeto Na Ponta da Agulha Feira de artesanato + Projeção de fotos e vídeos

Dia 3 Quinta (no Estoril)

16h – Hall de Entrada: Feira de Vinil 18h30 ? Parte Superior: Roda de Conversa: ?As mensagens da Música Reggae?

20h – Dub Foundation S.S + DJ Canuto Lion Feira de artesanato + Projeção de fotos e vídeos.

Dia 5 Sábado (Bar Bicho Papão)

18h30 – Bate-Papo com Xico Canuto sobre a história de 30 anos do bar. Feira de artesanato + Projeção de fotos e vídeos.

20h – Dj Matheus Blacktime e Mr. Gazos

+ Informações

Email: producaoreggart@gmail.com

Blog: http://reggart.blogspot.com

Twitter: @reggart

Telefone: 85 8834.9355 / 85 ? 9779.0663

MÚSICA

> [Temporada de Arte Cearense] apresenta programa

PANORAMA com Grupo de Choro da UFC interpreta “Chorões” Cearenses

O Grupo de Choro da Universidade Federal do Ceará (UFC) vem ao longo de um ano pesquisando um repertório que reverencia os compositores precursores do gênero choro. Neste show, o grupo formado por jovens músicos da UFC propõe um show contemplando a obra de músicos consagrados do choro cearense como: Jorge Cardoso, Tarcísio Sardinha, Macaúba do Bandolim, Carlinhos Patriolino, Saraiva do Bandolim, Zé Menezes, Francisco Soares, Nonato Luiz, Sátiro Bilhar. O repertório será composto também de músicas de compositores da nova geração como: Samuel Rocha, Giltácio Santos e Pedro Alcântara.  São parte da banda Son Lemos (bandolim), Paulinho Ferreira (violão de 7 cordas), Emanuel Aciole (cavaquinho), Tauí Castro (pandeiro) e o professor Marco Túlio Ferreira da Costa.

+ Dias 4 e 18, às 20h, no Espaço Rogaciano Leite Filho. Acesso gratuito.

Contato: Paulo Roberto (8722-4893 / paulinhoferreira@hotmail.com)

> Vozes de Mestres 2014

As tradições brasileiras que vêm de Minas Gerais entram em cena na 5ª edição do encontro “Vozes de Mestres”. Nos próximos dias 5, 6 e 7 de julho, Fortaleza recebe o evento que reúne mestres e representantes das manifestações tradicionais da cultura mineira para promover o encontro entre grupos locais e o grande público em uma troca de saberes, experiências e linguagens artísticas.

Realizado pelo Instituto Jardim Cultural com o patrocínio do Ministério da Cultura, o “Vozes de Mestres” é um espaço de diálogo e valorização da cultura brasileira, que leva aos participantes rodas de vivência, mesa redonda, oficinas e apresentações artísticas, sempre gratuitas e abertas ao público.

Para os três dias de evento são esperadas cerca de três mil pessoas e estão previstas apresentações da cantora Déa Trancoso acompanhada pelo grupo Coro do Céu (Belo Horizonte), do grupo de cantigas de roda, infantis e de trabalho Meninas de Sinhá (Belo Horizonte), e da Folia de Santos Reis de Doutor Campolina (município de Jequitibá).

Trajetória do encontro “Vozes de Mestres”

O “Vozes de Mestres” é o encontro da diversidade cultural e reflete em todas as suas ações a valorização da cultura popular no cenário contemporâneo.

O encontro aconteceu duas vezes em Belo Horizonte/MG (2008 e 2013), uma em Ouro Branco/MG (2009)  e conta com várias ações itinerantes, tendo passado pelas cidades de São Luiz/MA, Joinville e Florianópolis/SC, Rio de Janeiro/RJ, Curitiba/PR, Goiânia/GO, Nata/RN e Belém/PA, além de participar do Brave Festival, na Polônia, em 2012, onde levou cortejo, mesa redonda e show. Já participaram do ?Vozes de Mestres? Pena Branca, Ariano Suassuna, Dércio Marques, Dea Trancoso, Lenine, Nelson Jacó, Dona Onete, entre outros muitos do Brasil e exterior.

PROGRAMAÇÃO

Dia 5 Sábado

Grupo Meninas de Sinhá (Belo Horizonte/MG)

17h às 18h, no Anfiteatro

Folia de Santos Reis de Doutor Campolina (Jequitibá/MG)

18h30, no Anfiteatro

Show Cambona de Curimba com Déa Trancoso e grupo Coro do Céu (Belo Horizonte/MG)

20h, no Anfiteatro

Dia 6 Domingo

Cortejo Artístico

18h, no Espaço Rogaciano Leite Filho e entorno

Folia de Santos Reis de Doutor Campolina (Jequitibá/MG)

19h, no Espaço Rogaciano Leite Filho

Grupo Meninas de Sinhá (Belo Horizonte/MG)

20h, no Espaço Rogaciano Leite Filho

Dia 7 Segunda

Oficina Corpo e Voz com Déa Trancoso

9h às 12h, no Auditório

Roda de vivência com o Grupo Meninas de Sinhá

14h às 18h, no Auditório

Mesa Redonda Vozes de Mestres com participação de todos os grupos

19h às 21h, no Auditório

+ Contato: Geovana Jardim (31) 3032-9108/ 9243-2575 tim/ 9613-0255 vivo geovana@jardimproducoes.com.br

Vozes de Mestres – www.vozesdemestres.com

> Aboios – O Som do Sertão

Gibão, perneira, peitoral, chinelo e chapéu de couro. Este é o figurino do grupo A Rainha e os Vaqueiros, que em seus shows utiliza o aboio como forma de retratar os sons e ritmos cearenses, intercalados com contos, “causos”, versos, poesias, toadas, trechos de cordéis e músicas de Luiz Gonzaga. Mas o figurino não é apenas cênico. É a vestimenta que esses artistas usam em seu dia a dia. Afinal, são vaqueiros-aboiadores, que durante anos de cavalgada já cantaram com Manoel Messias, Padre Tula, Orlângelo Leal, Fagner e com o Rei do Baião, Luiz Gonzaga.

O grupo tem como líder Dina Martins, a Mestre da Cultura “Dona Dina”, e através de um mergulho no universo da cultura dos vaqueiros e, após um longo tempo de pesquisa oral, criou o show “ABOIOS – O Som do Sertão”, que vem se apresentando desde 2007, em todo o estado do Ceará. Pela primeira vez na história cearense, era realizado um show musical composto somente por vaqueiros?aboiadores. Desde então, já se apresentaram no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (Fortaleza), no Festival de Música da Ibiapaba (Viçosa do Ceará), no Festival de Teatro e Dança (Caridade), na I Semana Raquel de Queiroz (Quixadá), no Teatro São João (Sobral), nos teatros do SESC (Fortaleza e Crato), na abertura do Mestre do Mundo 2012 (Limoeiro do Norte), dentre outras muitas apresentações.

O SHOW

Ao som de chocalhos, entra no palco o músico Chico Walter e, em meio à poesia, convida amigos e companheiros de lida de gado, os vaqueiros-aboiadores Edilânio Freitas, Moisés Uchoa e Zé Marçal que, acompanhado pelo maestro Hidelbrando do Acordeom e o seu regional, interpretam a música de abertura.

Em seguida entra Dona Dina, que completa a cena para uma sequência de onze músicas, que são fruto de uma pesquisa sobre o cancioneiro popular dos vaqueiros-aboiadores, baseadas em suas vivências e em poesias que admiram, em especial, o Rei do Baião, Luiz Gonzaga. O show, além de homenagear o Rei do Aboio e do Baião, tem o desejo de fazer também, uma homenagem àqueles que conseguem transformar dor em alegria, música em poesia e que, com seu lamento quase triste, percorrm o sertão em sua vida de gado: os vaqueiros.

O show tem a coordenação geral de Diana Gomes e direção artística de Clébio Viriato e Fernanda Gomes. Empenhados num show renovado, que não se prenda apenas ao roteiro musical, dão oportunidade para que os aboiadores-artistas utilizem o improviso e interajam com o público, deixando evidente uma das propostas do grupo, que é de preservar o caráter natural dos vaqueiros no palco.

CONCURSO CULTURA 2014

Classificado no Edital Concurso Cultura 2014, conforme publicado no Diário Oficial da União de 22 de abril de 2014, através da Portaria n° 279/2014 do Ministério da Cultura. O projeto musical: “ABOIOS – O Som do Sertão” fará parte da programação cultural realizada pelo Ministério da Cultura, durante a Copa do Mundo de 2014. Serão cinco apresentações, entre os dias 02 e 06 de julho, em diversos equipamentos da cidade de Fortaleza.

+Dia 5, às 19h, no Espaço Rogaciano Leite Filho. Acesso gratuito.

SUGESTÃO DE ENTREVISTAS: Mestra Dina ? (85) 3343-3676 | 9133-9730. Fernanda Gomes ? (85) 3267-2283 | 9926-4079 /

TEATRO

> Temporada Cearense de Comédias

A produção de espetáculos cujo humor é o exponencial já classifica Fortaleza como a capital das grandes comédias. Diante disso, a CIA. CEARENSE DE MOLECAGEM em parceria com a APTECE – Associação dos Produtores Teatrais do Ceará realiza a TEMPORADA CEARENSE DE COMÉDIAS no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura durante o mês de julho.

A fundamentação mais precisa dessa temporada é assumir de vez nossa porção moleca e retirar do imaginário brasileiro qualquer sombra que ligue a molecagem ao seu aspecto pejorativo. É assim uma ação afirmativa de reconhecimento do bom humor como uma das características mais acentuadas do cearense.

Programação dos dias 5 e 6 de julho

TITA & NIC – 4D

A produção cinematográfica hollywoodiana ganha uma roupagem satírica quando seis atores se esmeram em interpretar os 2.500 personagens. Há 14 anos em cartaz, a sátira já teve um público somado em mais de meio milhão de pessoas em 870 apresentações. É início do século e as invenções pipocam de cabo a rabo, eis que surge a jangada Lamparina do Mucuripe. A multidão embarca sem saber que ruma para um cômico destino em águas fétidas da leste oeste. Eis que pinta o maior clima entre o humilde da 3ª classe NIC e a melancólica, virgem e sufocada, aristocrata da 1ª classe TITA. Por amor os dois só faltam se lascar. Por fim, após muita celeuma a mocinha melosa e o galã canastrão, vivem felizes para sempre.

+ Dias 5 e 6, às 22h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Classificação: 12 anos.

Informações: (85) 3219 9493 – (85) 8517 2301

Contato: Carri Costa (3219-9493 / carricosta@hotmail.com)

> Teatro infantil: “A Turma do Chaves num sonho de criança”

Direção: Francinice Campos

Um espetáculo para despertar sonhos de crianças e adultos: “Turma do Chaves em Um Sonho de Criança” é um musical adaptado, inédito, no qual mostra as peripécias de uma turma muito divertida e conhecida por várias gerações!

Chaves é um menino órfão de oito anos muito atrapalhado e de coração puro,  que  acredita  num  futuro  sempre brilhante. Seus melhores amigos são: Kiko e Chiquinha. Chiquinha é uma personagem levada da breca que se considera a dona da rua por ser a única menina inserida na roda de amigos e que adora malinar. Kiko um pimpolho de bochechas rosadas, mimado e que possui os melhores brinquedos da vila. Essas três crianças apresentam o universo mágico infantil, no qual a criatividade brilha na inocência.

+ Dias 5 e 6, às 17h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia)

Contato: Josy Correia (8705-6523 / ciacatirina@gmail.com)

CAFÉ CULTURAL DO DRAGÃO

Tema: “Quando o público silencia: sobre o nascimento de uma disposição”

Na Fortaleza do início do século XX, a emergência do domínio da pintura se fez acompanhar do reconhecimento social de artistas nominalmente designados pela imprensa local, mas também pela formação de atitudes “adequadas” aos espaços de exposição na cidade. Assim, a disposição silenciosa do público de pintura passou a celebrar o encontro (individual/coletivo) entre o olhar daqueles que fruíam imagens artísticas e o movimento visual que conferia vida às obras.

Convidada: socióloga Kadma Marques

Nota biográfica: Kadma Marques é doutora em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará. É membro efetivo do Mestrado em Políticas Públicas e Sociedade, da Universidade Estadual do Ceará. Desenvolve pesquisas nas áreas de Sociologia da arte e da cultura urbana, economia criativa.

+ Dia 5, às 17h, na Multigaleria. Gratuito.

FUXICO NO DRAGÃO

Pensado para quebrar a rotina de marasmo do domingo, o Fuxico do Dragão promove encontros semanais com feira, comida e música, sempre ao cair do sol. A feirinha tem artigos de design, moda, produtos terapêuticos e gastronômicos desenvolvidos por jovens artesãos da cidade. São mais de 20 expositores.
+ Todos os domingos, das 16h às 20h, na Arena Dragão do Mar. Gratuito.

PLANETÁRIO

O Planetário Rubens de Azevedo é um espaço de entretenimento e formação pedagógica através de caráter transdisciplinar em Astronomia. Ingressos: R$ 8 e R$ 4 (meia).

Sessões:

O ABC do Sistema Solar

Em uma nave imaginária crianças fazem uma viagem pelo Sistema Solar. Durante a viagem elas aprendem sobre a mitologia das constelações e as lendas astronômicas. 30min.

Nos Limites do Oceano Cósmico

Usando o poder da nossa imaginação, viajaremos pelo espaço a uma velocidade próxima a da luz até o limite do universo visível, e com a ajuda do planetário, veremos de perto a nossa galáxia e grupos de galáxias muito distante de nós. Será que o universo tem fim? O que vemos no céu é uma ilusão? Você verá que o universo está em expansão e novas estrelas estão surgindo a todo instante.

Explorando o Universo

Venha se aventurar numa fascinante viagem pelo universo, e com Galileu conheceremos os segredos do céu e suas descobertas científicas para o progresso da ciência. 40min.

Origens da Vida

Mergulhando no desconhecido, e a partir das profundezas do oceano, descobriremos as origens da vida em nosso planeta. Através do tempo e espaço viajaremos até o nascimento das primeiras estrelas. 30min.

Sessões às quintas e sextas-feiras:

18h – Explorando o Universo

19h – Nos Limites do Oceano Cósmico

20h – Origens da Vida

Sessões aos sábados e domingos:

17h – ABC do Sistema Solar

18h – Explorando o Universo

19h – Nos Limites do Oceano Cósmico

20h – Origens da Vida

Noite das Estrelas

Quando a lua está na fase quarto crescente, o Planetário Rubens de Azevedo disponibiliza telescópio para observação astronômica. O público observa crateras lunares, planetas, fenômenos astronômicos e outros objetos celestes.

+ Dias 5 e 6, às 19h, em frente ao Planetário. Acesso gratuito.

MINC NA COPA

Durante os jogos mundiais de 2014, de 12 de junho a 13 de julho, o Ministério da Cultura (Minc) preparou uma série de eventos para todos os gostos e idades: teatro, comédia dellarte, circo, filmes, música, literatura, shows, ateliers de dramaturgia, trilhas temáticas, vitrines artesanais, totens com conteúdos digitais e muito mais. Em todas as 12 cidades-sedes. No Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, você pode conferir o Espaço Cultura, que traz um apanhado de toda a cultura brasileira apresentados por meio de arquivos digitais; e também exibições de filmes, no auditório, com acesso gratuito. Neste sábado, dia 5 de julho, serão exibidos os seguintes filmes, a partir das 20h:

Batuque – Documentário sobre a bateria de uma escola de samba do Rio de Janeiro que busca entender como pulsa o ?coração? de uma Escola de Samba.

Marli – Trata da relação de Marli Seixas com a pesca. Vinda de uma família caiçara natural do Guarujá (SP), ela sempre conviveu com as dificuldades de ser uma mulher pescadora.

+ A partir das 20h, no Auditório. Acesso gratuito. A sala será liberada 10 minutos antes da sessão.

Mais informações, acesse: http://www.cultura.gov.br

EXPOSIÇÃO

Está em cartaz no Centro Dragão do Mar uma grande exposição inédita de arte cearense que ocupa todas as salas do Museu de Arte Contemporânea do Ceará e parte do Museu da Cultura Cearense, numa iniciativa pioneira de integração entre arte popular, arte moderna e arte contemporânea. É a exposição CARNEIRO. A Mostra reúne obras tradicionais e inéditas de mais de 50 artistas cearenses e a partir dessas obras vai discutir a sina do cearense: sair e voltar. A partir da ideia de projeção do sonho/desejo/acaso do outro lugar – narrativa cantada pela música “Carneiro”, de Augusto Pontes e Ednardo – a exposição investiga questões como fluxo, trânsito, deslocamento, territorialização, desterritorialização, apego, desapego e afeto.

“Dessa forma, pontuamos como alguns artistas transpõem para suas poéticas elementos que evidenciam esses aspectos, sejam eles transcritos para o cinema, música, literatura, fotografia e artes visuais”, explica Bitu Cassundé, curador do MAC-CE e da Exposição. Formada em sua maioria por acervo do Museu de Arte Contemporânea do Ceará e Governo do Estado do Ceará, a mostra evidencia um recorte da produção cearense que traz de Yuri Firmeza e Karim Aïnouz a obras de Raimundo Cela e Antônio Bandeira, passando por Efrain Almeida e fotografias raríssimas de Chico Albuquerque quando da visita de Orson Welles ao Ceará.

Visitação: terça a sexta, das 9h às 19h (com acesso até as 18h30); sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h (com acesso até as 20h30). Gratuito. Excepcionalmente nesta terça-feira, dia 17, os museus abrirão de 9h às 15h.

30.06.2014

Assessoria de Imprensa do Dragão do Mar

Luciana Vasconcelos / Luar Brandão (85 3488.8617 – 3488.8625 – 8733.8829)