Campanha Proteja o Gol faz testes de HIV na FIFA Fan Fest

18 de junho de 2014

Zero nova infecção por HIV, zero discriminação e zero morte relacionada à Aids. Esse é o placar proposto pela campanha Proteja o Gol convocado pelo Programa das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids) e pelo Ministério da Saúde nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo. A ação está sendo realizada em Fortaleza pelas Secretaria da Saúde do Estado e pela Secretaria Municipal de Saúde da capital. Durante a campanha, no período do mundial de futebol, serão distribuídos 220 mil preservativos e realizados testes rápidos para HIV durante a FIFA Fan Fest no Aterro da Praia de Iracema, nos dias 18, 22, 25 e 26 de junho, vizinho ao Posto Médico Avançado (Avenida Historiador Raimundo Girão com a Avenida Rui Barbosa).

Com foco na prevenção e no diagnóstico precoce de HIV, a campanha Proteja o Gol em Fortaleza selecionou 20 voluntários entre estudantes de medicina e enfermagem da Unifor e da Faculdade Christus para a mobilização de torcedores e do público da Fan Fest. Durante os dias de realização dos testes rápidos, serão distribuídas senhas aos interessados, das 12 horas às 16 horas, na sala de apoio das coordenações de controle da Aids do Estado e de Fortaleza, na arena montada no Aterro da Praia de Iracema.

A testagem rápida para HIV é feita a partir da coleta de uma pequena quantidade de sangue da ponta do dedo. Os exames, colocados em um dispositivo de testagem, dão o resultado minutos depois. Dependendo do diagnóstico, os encaminhamentos para os serviços de atendimento em doenças sexualmente transmissíveis já são feitos na hora. O resultado do teste rápido tem a mesma confiabilidade dos exames convencionais e não há necessidade de repetição em laboratório.

Nestas quinta-feira (19) e sexta-feira (20), a campanha fará distribuição de preservativos masculinos e femininos e entrega de material educativo sobre aids ao público da Fan Fest, das 11 horas às 17 horas. A sala de apoio da campanha também contará com enfermeiros, psicólogos e assistentes sociais que ficarão à disposição do público para orientações e esclarecimento de dúvidas sobre HIV, Aids e outros doenças sexualmente transmissíveis (DSTs).

A aids é uma doença causada pelo vírus HIV e que é transmitida através da troca de secreções (sangue, esperma, secreção vaginal e leite materno) entre uma pessoa infectada e uma pessoa sadia, em situações como relações sexuais desprotegidas ou transfusões de sangue. Por isso, hábitos simples como o uso do preservativo durante o sexo e a utilização de seringas e agulhas descartáveis são a melhor forma para evitar a transmissão do vírus.

18.06.2014

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira / Marcus Sá (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221)

Twitter: @SaudeCeara

www.facebook.com/SaudeCeara