Núcleo de Astronomia do IFCE registra imagens de manchas solares

21 de maio de 2012

O Núcleo de Astronomia do Campus de Juazeiro do Norte do Instituto Federeal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), registrou fotografias do grupo de manchas solares  AR 1476, ou Região Ativa 1476, que foi apelidado de “Mancha Monstro” pelos cientistas da NASA e dominou os noticiários científicos especializados na última semana. O grupo é suficientemente grande para ser observado a simples vista,  sem instrumentos ópticos, porém com filtro adequado para evitar danos permanentes nos olhos.

As observações realizadas no IFCE só foram possíveis devido a utilização de um filtro solar especial (Baader Astro SolarTM) que, acoplado ao Telescópio Schmidt-Cassegrain (203 mm de abertura) do Núcleo de Astronomia, permite com segurança a observação visual e fotográfica do Sol.  O Filtro Baader  foi adquirido  com recursos alocados pela  Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), através de projeto de divulgação científica aprovado pela instituição.

Nota-se em imagens de alta resolução obtidas por telescópios terrestres a complexidade estrutural que envolve as manchas solares. Elas são formadas por regiões escuras, denominadas umbras, cuja temperatura chega a 3.800 °C,  cercadas de regiões menos escuras, as penumbras, que são constituídas por estruturas que apresentam um aspecto filamentar e apresentam temperaturas da ordem de 5.300° C.

Por serem regiões “frias” em relação  às  regiões circunvizinhas de temperaturas mais altas, as manchas  mostram-se escuras na “superfície” do Sol. Mas, são aproximadamente 10 vezes mais brilhantes do que a Lua cheia.

As manchas são geradas por torções locais nas linhas do campo magnético solar que são trazidos a “superfície” por efeito de empuxo.  A intensidade do campo magnético, cerca de 1.000 vezes mais intenso que a superfície solar normal, parcialmente bloqueia a energia transmitida para cima pelas células de convecção na região inferior da fotosfera, que é mais quente, e torna a temperatura da região da mancha mais fria.

Sobre o Núcleo de Astronomia do IFCE de Juazeiro do Norte

O Núcleo de Astronomia do  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – Campus Juazeiro do Norte (N-Astro IFCE) foi oficialmente criado no dia 21 de maio de 2010, com o lançamento de uma exposição de telescópios adquiridos pela instituição  e a apresentação da coleção ”Paisagens Cósmicas” – composta por vinte painéis com imagens em alta resolução de galáxias, nebulosas, estrelas e astros do Sistema Solar.

Os principais instrumentos do Núcleo, utilizados para pesquisa e divulgação da Astronomia e das ciências afins, foram adquiridos com recursos de projetos submetidos e aprovados pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação (MEC)  e  pela Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), que também financia o corpo de apoio técnico para implementação do projeto.

O N-Astro disponibiliza gratuitamente seu pessoal e telescópios a escolas públicas da cidade para eventos de observação astronômica. Outras informações podem ser obtidas no site http://www.juazeiro.ifce.edu.br/astronomia/.
21.05.2012

Assessoria de Comunicação da Funcap
Giselle Soares
Telefone: (85) 3275-9629
www.funcap.ce.gov.br

http://fciencia.funcap.ce.gov.br