Ceará cresceu 43,68% na cobertura de esgoto em 10 anos

10 de Maio de 2011

O número de domicílios ligados à rede de esgoto ou de águas de chuva, no Ceará, cresceu 43,68% de 2000 a 2010. É o que mostram os primeiros resultados do Censo Demográfico 2010, divulgados pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece). No Ceará, o estudo aponta também que o índice de imóveis ligados à rede de esgoto ou de águas pluviais chegou a 32,76%, em 2010. Ainda de acordo com a pesquisa, no período de 2000 a 2010, o Ceará teve um crescimento superior ao do Brasil que foi de 14,09% e do Nordeste que chegou a 27,90%.

Os dados do Ipece também apontam que a maior elevação do percentual de domicílios com abastecimento de água adequado (por meio de rede de distribuição) foi a do Ceará. No Estado, esse índice passou de 60,8% em 2000, para 77,2% em 2010, representando um crescimento de 27,01% (contra um aumento de 6,46% no Brasil, no mesmo período). Com isso, o índice de abastecimento por rede no Ceará aproxima-se da média nacional que foi de 82,85%, em 2010.

Segundo André Facó, Diretor de Operações da Cagece, a Companhia tem como metas ampliar a cobertura de esgoto, até 2012, para 45%, com um investimento inicial de R$ 380 milhões, somente em 2011. Já na Capital, a meta é chegar a 65%, até 2012. Também vale destacar que todo o esgoto coletado pela Cagece é tratado antes de ser despejado nos mananciais receptores. A Cagece é responsável pelos serviços de água e esgoto de 150 dos 184 municípios cearenses.

O valor previsto para ser investido pelo Governo do Estado em saneamento, por meio da Cagece, para o ano de 2011 é de R$ 380.003.740,94. Entre os grandes investimentos no ano estão a Estação de Tratamento de Água Oeste (Caucaia – R$ 57,2 milhões), a ampliação do complexo integrado do Jaburu (na região da Ibiapaba – R$ 31,2 milhões), o Macrossistema de Esgoto (em Fortaleza – R$15,3 milhões) e as obras de ampliação das redes de esgoto em Fortaleza. Em 2010, o
investimento foi de R$ 230.027.728,72.

Para os anos de 2012 a 2014, já estão assegurados cerca de R$ 359 milhões para 2012, de  R$ 131,2 milhões para 2013 e R$ 139,9 milhões para 2014, totalizando um investimento de R$ 1.011.158.557,65, de 2011 a 2014.

Entre as obras que irão marcar o período (2011-2014) estão as que beneficiarão com esgotamento sanitário os bairros das sub-bacias dos Rios Cocó e Siqueira, o Projeto Vila do Mar, o Projeto Rio Maranguapinho, além do Titanzinho, São Cristóvão e o entorno da Lagoa do Opaia, todas em Fortaleza.

Entre as grandes obras para o Interior, estão as dos sistemas de esgoto de Santana do Cariri, Horizonte, Tauá, Viçosa do Ceará, Marco, Massapê, Aracati, Quixadá, Tianguá e Maranguape. Em abastecimento de água para o Interior, destacam-se os benefícios para Itapipoca, Russas, Tianguá, Pacajus, Horizonte, Chorozinho, Pacatuba, Caucaia e a região da Ibiapaba.

Confira o estudo completo no www.ipece.ce.gov.br

 

10.05.2011 

Assessoria de Imprensa da Cagece

Sabrina Lemos (sabrina.lemos@cagece.ce.gov.br / 85 3101.1828 – 3101.1826 ou 8878.8932)