Hospital Regional do Sertão Central atenderá 20 municípios

12 de Abril de 2011

 

O Governador Cid Gomes reuniu nesta segunda-feira (11), prefeitos, secretários e coordenadores regionais de saúde, além de integrantes dos conselhos municipais de saúde, em Fortaleza, para definir prazos, critérios e métodos para a escolha do município que sediará o Hospital Regional do Sertão Central (HRSC). O novo hospital atenderá os 20 municípios que compõem a nova macrorregião da saúde do Estado. A votação para a definição do município acontecerá no próximo dia 9 de maio, no Centro de Convenções em Fortaleza.

 

Para o Governador, que assumiu o compromisso da construção do hospital durante a última campanha eleitoral, a implantação do HRSC faz parte de uma estratégia em curso no Estado de interiorizar as ações de Saúde. Cid Gomes destaca que a unidade terá entre 200 e 250 leitos e será “muito semelhante” ao Hospital Regional do Cariri, entregue a população na última sexta-feira, dia 8. “Em cada microrregião estão sendo implantadas Policlínicas. São no total 21 e 17 Centros de Especialidades Odontológicas”, cita. Através da parceria com o Governo Federal, serão instalados 32 Unidades de Pronto Atendimento (Upas), que funcionarão 24 horas, além da universalização do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU).

 

Para a instalação do novo hospital regional, Cid lembrou que foi realizada uma reunião com os gestores municipais para a criação de uma nova macrorregião. Já existia a macrorregião de Fortaleza, a do Norte do Estado e da Região do Cariri. A nova macrorregião atenderá as regiões do Sertão Central e os Inhamuns, que compreende uma população estimada em 612 mil pessoas.

 

Os municípios que apresentaram disponibilidade e se candidataram a receber a nova unidade de saúde foram Boa Viagem, Canindé, Quixadá e Quixeramobim, já que o município de Tauá saiu da disputa.  No entanto, os municípios que o HRSC deverá atender são Boa Viagem, canindé, Caridade, Itatira, Madalena, Paramoti, Banabuiú, Choró, Ibaretama, Ibicuitinga, Milhã, Pedra branca, Quixadá, Quixeramobim, Senador Pompeu, Solonópole, Aiuaba, Arneiroz, Parambu e Tauá.

 

De acordo com o secretário estadual da Saúde, Arruda Bastos, a microrregião do Cariri ficou com 45 municípios, a de Sobral com 55 municípios, a do Sertão Central com 20 municípios e a macrorregião de Fortaleza com 64 municípios. “A orientação do governador Cid Gomes é de que com a interiorização das nossas ações, todos os problemas de saúde sejam resolvidos na própria macrorregião”, explicou.

 

Durante a reunião, os prefeitos cujos municípios são candidatos a sediar a unidade regional, foram orientados a levar o debate aos municípios através das Câmaras Municipais e dos Conselhos Municipais de Saúde, com a realização de debates e audiências públicas. Também durante o encontro todos os municípios atenderam o critério da disponibilidade de um terreno de três hectares para a construção do equipamento.

 

“Essa é uma maneira democrática que o governador Cid Gomes encontrou para beneficiar mais uma vez a população que vive no Interior do Estado”, ressaltou a prefeita e presidente da Associação dos Prefeitos do Ceará, Eliene Brasileiro. Ela emenda que os municípios estão empenhados em captar o equipamento para sua cidade já que além dos benefícios na área da saúde irá contribuir com a geração de emprego e renda dos municípios.  

 

Todos os municípios que disputam a localização dos hospital levaram suas caravanas e cada um fez uma apresentação técnica de 15 minutos. No próximo dia 9 a definição sairá com a votação dos prefeitos de municípios que compõem a macrorregião e presidentes de Câmaras Municipais.  

 

Participaram do debate também o Vice Governador Domingos Filho, os deputados estaduais Osmar Baquit, Raquel Marques, Rômulo Coelho, Sérgio Aguiar, Cirilo Pimenta e Professor Pinheiro, e os secretários estaduais Ivo Gomes (Gabinete do Governador), Mauro Filho (Fazenda), e Quintino Vieira (DER), além do presidente da União dos Vereadores do Ceará (UVC), Deuzinho Filho.

 

11.04.2011

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 3466.4898)