Jaguaretama: 364 famílias recebem títulos de terra do Governo do Ceará

15 de Maio de 2018 # # #

Wilson Zanini - Gestor de Reportagem
Marcos Studart - Fotos

A população rural do município de Jaguaretama, na região cearense do Vale do Jaguaribe, foi contemplada pela Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA) do Governo do Ceará, por meio do Instituto de Desenvolvimento Agrário do Ceará (Idace), com 364 títulos de terra. O ato aconteceu na sede do município, na manhã desta terça-feira (15).

Representando o governador Camilo Santana, o secretário Nelson Martins explicou os benefícios em ter a posse do documento. “Estamos numa maratona, junto com o Idace, no processo de entrega dos títulos de regularização fundiária. Desde 2007 – quando Camilo era secretário da SDA – para cá, o Governo do Ceará já entregou mais de 70 mil títulos. E ainda temos mais 10 mil, prontos para serem entregues”, disse. “Esse trabalho é uma parceria com o Incra, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, e é uma forma de valorização do homem do campo”, pontuou.

“Os benefícios são enormes, porque se você tem a posse de um pedaço de terra e passa a ter propriedade, possibilita fazer todas as mudanças e alavancar recursos”, explicou Glairton Cunha, prefeito de Jaguaretama.

Programa de Regularização Fundiária

O Programa de Cadastro Georreferenciado de Imóveis Rurais visa fortalecer o combate à pobreza rural e como foco principal a promoção da segurança jurídica do patrimônio fundiário do agricultor familiar, bem como a extinção da grilagem de terras no espaço rural cearense. O título de terra traz dignidade para o agricultor cearense.

Bartolomeu Cavalcante, chefe de gabinete da presidência da Ematerce, representou o secretário Francisco de Assis Diniz, titular estadual do Desenvolvimento Agrário. Segundo ele, “a entrega desses títulos traz cidadania, empodera os titulares, junto à sociedade, tornando-os protagonistas da sua história”, destacou.

Sentimento de valorização

Francisco Plácido, aos 58 anos, tornou-se dono de fato, de sua propriedade. “Vai melhorar muito pra mim. Agora eu tenho o documento da minha terra, que eu espero há muito tempo. Vou poder fazer empréstimo e investir. Estou muito feliz”, disse. (Foto 7153)