Proares III: Reuniões na Casa Civil definem investimentos sociais para 35 municípios cearenses

15 de Março de 2018 # # #

Wilson Zanini - Gestor de Reportagem
José Wagner - Gestor de Fotografia

O secretário Nelson Martins, chefe da Casa Civil, participou, nesses últimos dois dias, de reuniões com 35 prefeitos e prefeitas de municípios considerados com maior Índice de Vulnerabilidade Social. O Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (IPECE) ranqueou os 184 municípios cearenses e, seguindo esse critério, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) escolheu os municípios a serem contemplados dentro da terceira fase do Programa de Apoio às Reformas Sociais do Ceará – PROARES III, a serem beneficiados com equipamentos sociais.

Nelson Martins falou sobre os equipamentos e explicou como se dará o processo até a aquisição. “Os equipamentos que os municípios poderão escolher são os Centros de Educação Infantil, os Centros de Referência em Assistência Social, os Campinhos e instrumentos para formação musical. Nessas reuniões que realizamos, os prefeitos e prefeitas já assinaram os termos de adesão e em breve, a equipe da STDS vai visitar cada município e realizar um plano participativo, com o poder público municipal e a sociedade civil. Depois serão feitos os convênios e o próprio Estado vai licitar e executar essas obras”, disse. Quanto ao financiamento junto ao BID, Martins afirmou que “existe uma primeira etapa com US$ 50 milhões e a nossa equipe já está negociando mais US$ 50 milhões para o próximo ano. Vale ressaltar que, somente nesses 35 municípios, estão sendo investidos cerca de R$ 77 milhões. Então, é um montante grande de investimentos”, concluiu.

Os 25 municípios considerados de Porte I, poderão aplicar, cada um, recursos de até R$ 2 milhões na escolha dos equipamentos a serem implantado. São eles: Salitre, Choró, Itatira, Miraíma, Uruoca, Croatá, Ibicuitinga, Chaval, Ibaretama, Pires Ferreira, Martinópole, Moraújo, Barroquinha, Aiuaba, Tejuçuoca, Umirim, Quiterianópolis, Catunda, Santana do Cariri, Paramoti, Caridade, Poranga, Ipaporanga, Graça e General Sampaio. Os outros 10 municípios, de Porte II, poderão investir até R$ 2,7 milhões, cada: Santana do Acaraú, Bela Cruz, Irauçuba, Araripe, Itarema, Morrinhos, Coreaú, Tamboril, Ocara e Parambu.

Proares III

O Governo do Ceará, por meio da STDS e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) investe em obras e projetos sociais em todo o Ceará, por meio do Programa de Apoio às Reformas Sociais (Proares III). O programa objetiva reduzir a vulnerabilidade e o risco social de indivíduos e famílias carentes, nos municípios mais pobres do Ceará, com foco nas crianças e adolescentes.

O Proares III promove a expansão de serviços sociais com a construção de equipamentos e também fomenta a inserção produtiva e a promoção do emprego por meio de agências para atendimento integral do trabalhador e da promoção de cursos de capacitação em várias áreas. Além disso, promove o fortalecimento institucional a partir da promoção de cursos de especialização, mestrado e doutorado para gestores e técnicos do Estado.