Seduc inicia formação para professores em História e Cultura Afro-Indígena Cearense

10 de junho de 2015

A Secretaria da Educação do Estado (Seduc) promove a partir desta quarta-feira (10) até a próxima sexta-feira (12), no Hotel Romanos, a primeira etapa da Formação em História e Cultura Afro-indígena Cearense, realizada em articulação com os Movimentos Indígena e de Terreiro do Ceará. Participam do encontro professores e técnicos da rede estadual de ensino, integrantes dos Movimentos e representantes da Universidade de Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) e Universidade Estadual do Ceará (Uece).

A formação acontece em cumprimento às Leis nº 10.639/03 e nº 11.645/08, que tornam obrigatório o ensino de História e Cultura Africana, Afro-brasileira e Indígena em toda a extensão do currículo escolar. O curso será desenvolvido em três etapas e esta primeira terá como temática central “Identidade, território e corporeidade afro-indígena cearense”. O conteúdo será abordado pelos próprios mestres da cultura indígena e do Movimento de Terreiro, que participam como oficineiros do evento.

Integram, ainda, a programação apresentações artísticas dos grupos Tambores do Galo Preto e Erês, além de uma aula de campo com a visita a territórios históricos de Fortaleza que representam o patrimônio material e imaterial afroindígena Pai Cleudo.

Conforme Nohemy Rezende, coordenadora de Diversidade e Inclusão Educacional da Seduc, a formação é importante para uma prática pedagógica que favoreça as relações e a diversidade étnico-racial, instigando a superação de qualquer tipo de discriminação e valorizando a trajetória particular dos grupos que compõem a sociedade.

Veja a PROGRAMAÇÃO:

pro2

10.06.2015

Jacqueline Cavalcante
Assessora de Imprensa da Secretaria da Educação
85 3101.3972 | 8845.5185
jacquelinec@seduc.ce.gov.br

Sabrina Lima
Gestora de Célula/Secretarias

Coordenadoria de Imprensa da Casa Civil
Governo do Estado Ceará
85 3466.4898