Secult apresenta programação cultural da semana, de 8 a 14 de junho de 2015

5 de junho de 2015

? Início das inscrições nos cursos gratuitos na Escola de Artes e Ofícios

Iniciam-se nesta segunda-feira (8) e seguem até dia 25 de junho as inscrições para as 80 vagas dos cursos gratuitos da Escola de Artes e Ofícios Thomaz Pompeu Sobrinho (EAOTPS), gerida pelo Instituto Dragão do Mar.

São vinte vagas para cada um dos seguintes cursos: Conservação, Restauração e Organização de Acervos Museológicos (CRAM), em que o aluno vai conhecer e aplicar normas e procedimentos básicos de conservação, restauração, higienização de acervos museológicos; e ainda os cursos de Artesanato em Madeira, Artesanato em Cerâmica e Artesanato em Bordado, que oferece formação básica para criação de objetos artísticos, aplicação de técnicas específicas, manuseio de ferramentas na produção de artefatos.

As inscrições são gratuitas e presenciais, devendo ser feitas na própria escola. Confira todas as informações do edital de seleção, como documentos necessários e requisitos para inscrições, no endereço:http://www.dragaodomar.org.br/eao/.

Contato: Marley Uchoa, coordenadora da geral da EAOTPS. Telefone: 98733.8828.

? Lançamento do livro Vila sem Muros

De Elton Danana

Um livro plural que traz poesias, crônicas, contos e microcontos que permeiam as diversas fases de um novo autor que se apresenta. Em um projeto inovador, Vila sem Muros é o tipo de livro que agrada a todos os gostos.

Dia 9 de junho, às 19h, no Auditório. Acesso gratuito.

Contato: Elton (Danana) Regis (98828-3568 / 99997-2077 / etregis63@gmail.com )

? Golpe de Vista

O Golpe de Vista é um projeto de encontros mensais, em que convidados e o público presente trocam experiências sobre imagem e artes visuais com ênfase na fotografia e seus desdobramentos. A iniciativa objetiva aprimorar os conhecimentos fotográficos de forma coletiva e fomentar fotopasseios mensais e intervenções no formato fotoclubista.

A ação é promovida pelo Programa de Educação Tutorial (PET) Pedagogia/UFC e o Laboratório de Pesquisa Digitais e Imagéticas da Faculdade de Educação/UFC, que retomam as atividades do “Golpe de Vista” de 2015, incluindo ações formativas como oficinas e cursos de caráter mensal.

Dia 10, às 19h, no Auditório. Acesso gratuito.

Contato: Eden Barbosa ( barbosa.eden@gmail.com )

 

? Abertura da exposição A Palavra e o Traço

Com curadoria da historiadora Valéria Laena, retrata vida e obra do arquiteto, urbanista e compositor cearense Fausto Nilo. Autor de mais de 400 composições interpretadas por grandes nomes da música brasileira – como Moraes Moreira, Gal Costa e Fagner –, Fausto Nilo é também o responsável, junto de Delberg Ponce de Leon, pelo projeto do Centro Dragão do Mar. A vernissage terá ainda apresentação musical em homenagem ao artista.

Dia 11, às 19h, no Museu da Cultura Cearense. Acesso gratuito.

 

? Espetáculo Quem Tem Medo de Travesti?

Coletivo Artístico As Travestidas – Dramaturgia e Direção: Jezebel De Carli e Silvero Pereira

Novo trabalho do Coletivo Artístico As Travestidas, o espétaculo consiste em uma pesquisa, continuada, de investigação sobre o universo “trans” no Brasil. Está ancorado e potencializado na utilização da linguagem teatral como instrumento de questionamento e transformação social. Trata-se de um espetáculo teatro-musical com uma equipe composta por atores, cantores e bailarinos. Deste modo, o espetáculo se constrói a partir de uma pesquisa histórica do papel da travesti no teatro e na sociedade, desde sua participação no início das primeiras encenações, passando pelo glamour do teatro de revista e chegando à decadência e marginalização da figura “trans” na nossa atual sociedade. É um espetáculo de pesquisa social, antropológica e artística.

 

Escrito e dirigido por Silvero Pereira, ator e pesquisador cearense, e Jezebel De Carli, professora e diretora gaúcha, o trabalho surge de uma parceria iniciada em 2013 com a montagem do espetáculo BR-TRANS. Esse intercâmbio possibilitou a criação de novos laços, tendo o novo espetáculo contato com artistas do Ceará, Rio Grande do Sul e Pernambuco.

 

A pesquisa de encenação, estética, trilha sonora e dramaturgia foram criadas a partir de fragmentos de vida reais, coletados através de conversas com travestis, transexuais e transformistas, bem como pesquisas acadêmicas e documentários em vídeos. O Espetáculo expõe histórias sobre glamour, arte, exclusão, decadência e violência, presentes no cotidiano desta população. Entretanto, subvertendo estas tristes histórias, a obra vai além ao abordar narrativas de superação e transformação e tendo, também, como interesse o fortalecimento e ampliação dessa investigação, promovendo um estudo a cerca da “artesania” e “travestilidade” enquanto metodologia em Artes Cênicas, buscando a valorização do ator-transformista e da criação do conceito, em teatro, da “travesti” enquanto alter-ego do ator.

 

Assim, o projeto tem sua realização como uma produção independente do Coletivo Artístico As Travestidas contando com o apoio cultural do Edital de Incentivo Às Artes da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará.

 

FICHA TÉCNICA

Direção e Dramaturgia: Jezebel De Carli e Silvero Pereira

Elenco: Denis Lacerda ( Deydianne Piaf), Verónica Valenttino (Jomar Carramanhos), Alicia Pietá, Patrícia Dawson, Italo Lopes ( Karolaynne Carton) Diego Salvador (Yasmin Shirran) e Rodrigo Ferreira (Mulher Barbada)

Produção: Silvero Pereira e Lukas Nóbrega

Produção Executiva: Lucas Nóbrega, Denis Lacerda e Fabio Vieira

Fotos Divulgação : Leonardo Pequiar

Iluminação: Fabio Oliveira

Operadores técnicos: Bio Falcão e Fabio Vieira

Realização: Coletivo Artístico As Travestidas

Dias 9, 16 e 23 de junho, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Classificação: 18 anos.

Contato: Lukas Nobrega (98832-5407 / lukasnobrega@gmail.com )

? Espetáculo Prometemos Não Chorar – Um Musical de Classe

Grupo Às de Teatro

O musical PROMETEMOS NÃO CHORAR continua fazendo o público de Fortaleza morrer de rir com suas histórias e cantar a melhor seleção de canções bregas. Garantindo continuar proporcionando bons momentos, o espetáculo, que já foi visto por quase seis mil pessoas, faz temporada no Teatro Dragão do Mar nos dias 11, 12, 18 e 19 de junho, às 20h.

O elenco de dez atores-cantores transporta o público a Fortal City na década de 1950 para conhecer as irmãs Perfídia, Carol e Diana. As moças sofrem com os abusos da madrasta Lady Laura e de sua filha Sandra Rosa e se veem obrigadas a trabalhar em um bar local (chamado Irapuan Clube) submetendo-se aos maus tratos do dono do estabelecimento, Charlie Brown. Perfídia, a filha do meio, faz shows no bar; Diana, a mais nova,é garçonete; enquanto Carol, a mais velha, é a responsável pela limpeza. Tudo muda quando as irmãs se empenham em descobrir os mistérios que envolvem a morte do pai e a herança da família.

 

A comédia, escrita pelo diretor Glauver Souza em parceria com Vanessa Pinheiro e Bruno do Vale, passeia pelo universo brega apresentando à plateia os sucessos e a estética do gênero. As canções foram escolhidas dentre sucessos dos anos 1960 até os dias de hoje. As músicas bregas dão o tom indispensável na encenação. Com um repertório preenchido pelos maiores clássicos do gênero, PROMETEMOS NÃO CHORAR é uma viagem ao universo do romantismo exagerado e do amor sofrido. Todas as canções são tocadas e interpretadas ao vivo pelos artistas. Figurinos e cenários transitam entre o luxuoso e o kitsch e revelam influência do Teatro de Revista de Walter Clark.

 

O Grupo Ás de Teatro

Com constante trabalho na construção de uma estética própria dentro do universo do Teatro Musical, o Grupo Ás de Teatro tem se tornado referência fundamental no Teatro Cearense aliando interpretação, canto e dança em produções que expõem o talento dos artistas locais e emociona o público. Em seu currículo estão as produções “Você Não Consegue Parar!” (2009), “Companhia” (2011) e “Audições Abertas – O Musical” (2012).

 

Ficha Técnica

Texto original de Vanessa Pinheiro, Bruno do Vale e Glauver Souza

Direção musical: Thiago Nunes

Direção geral: Glauver Souza

Elenco: Aline Rodrigues, Aretha Costa, Bruno do Vale, Fabiano Veríssimo, Jordhana Botelho, Júlio Lira, Karla Brito, Lívia Grego, Lucas Teófilo e Samanta Sanford

Dias 11, 12, 18 e 19 de junho, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Classificação: 12 anos.

Contato: Glauver Souza (99682-9339 / glauversouza@gmail.com )

? Feira Fotografia Fortaleza

Realizada a cada dois meses, a feira traz, nesta edição, a palestra “50 anos vivendo a fotografia”, com o fotógrafo José Albano; workshop de maquiagem para noivas com Kelly Mansur e ainda exposição e premiação do 3º Concurso de Fotografia da FFF.

Dia 13 de junho, das 14h às 18h, na Arena Dragão do Mar. Acesso gratuito.

Contato: Chico Gomes (98834-6468 / chicogomesfoto@hotmail.com )

 

? Pôr do som – Música de Câmara no Dragão

 

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura apresenta ao público mais uma programação para encher de boas vibrações o fim de tarde por aqui. É o projeto semanal Pôr do Som – Música de Câmara no Dragão que, todos os sábados, às 17h, trará em apresentação gratuita um grupo de instrumentistas da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual do Ceará (Osuece), na Arena Dragão do Mar. Neste sábado (13), se apresenta o Siará Quarteto, com seu grupo de cordas.

No Pôr do Som, os grupos de câmaras (música erudita composta para um pequeno grupo de instrumentos ou vozes) oriundos da OSUECE, com formações variadas, mostram um repertório variado de música de concerto de câmara de vários compositores cearenses, brasileiros e de outras nacionalidades. Serão apresentados até canções imortalizadas pelo cinema e músicas que compõem as trilhas de jogos de videogame, entre outras surpresas.

 

“O objetivo desta série de concertos é proporcionar ao público diferentes aspectos da apreciação musical, com perspectiva de formação de plateia, informação e interação com o público”, define o professor de música da Uece e maestro da Osuece, Alfredo Barros.

 

Sobre o Siará Quarteto

 

O Siará Quarteto é o principal quarteto de cordas da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual do Ceará, sua atuação começou a partir da necessidade de por em prática um estudo de musica de câmara. O grupo fomenta uma disseminação erudita e popular por onde passa e ressalta a oportunidade de divulgar ainda mais a prática desses instrumentos. O Siaráa Quarteto já participou várias vezes do Festival Eleazar de Carvalho, realizou concertos junto aos projetos Concertos Solidários, Projeto Funarte de Concertos Didáticos, Concertos do Nordeste 1° e 2° edições, Feira da Música, além de concertos nas cidades de Fortaleza, Pindoretama, Eusébio, Canindé, Crato, Carnaubal, Guaraciaba do Norte, Maranguape, Aquiraz, Sobral, Tauá e em Souza/PB.

Todos os sábados, às 17h, na Arena Dragão do Mar. Gratuito.

Contato: Alfredo Barros (9651-8563 / 8818-0120 / alfredo.barros@uece.br )

 

? Encontro Cearense de Malabarismo

Cia. Plural de Artes Cênicas

O encontro reúne jovens iniciantes e profissionais que exercem a prática dos malabares.

Dia 13 de junho, às 17h, na Praça Almirante Saldanha. Acesso gratuito.

Contato: Tonico Lacerda (98738-2074 / 99903-9630 / teatroplural@gmail.com )

 

? Marcos Almeida – Show Eu Sarau

Marcos Almeida é mineiro de Belo Horizonte e tem 31 anos. Como músico, intérprete, escritor e compositor está à frente do movimento transmídia Nossa Brasilidade. Já escreveu o livro Retuíte: frases curtas de longa duração e canções como Minha Menina, Rookmaaker, Vem me socorrer, Branca, Rio Torto e Casa. Também publicou recentemente o conto Natal nos Trópicos com o single Biquini de Natal.

 

No espetáculo solo EU SARAU, Marcos Almeida trás toda sua versatilidade para o palco; interpretando clássicos da música brasileira, a poesia de Adélia Prado, Drummond e Nejar; sua versão intimista para as principais canções que compôs e gravou nos últimos anos.

Dia 13 de junho, às 19h30, no Anfiteatro. Ingressos: R$ 60 e R$ 30 (meia). Mais sobre o artista, acesse:https://www.facebook.com/omarcosalmeida.

Contato: Isadora Silveira (98788-1512 / isaa.silveira1@gmail.com )

? Espetáculo Os Cavaleiros

Grupo Alumiar Cenas & Cirandas – Direção: Socorro Machado

Com um texto feito a partir de figuras fantásticas e reais da nossa Cultura Popular, o espetáculo Os Cavaleiros, do grupo de teatro Alumiar Cenas & Cirandas, dá seguimento à temporada de apresentações no Teatro Dragão do Mar.

 

Na peça, uma visão sagrada e profana envolvem a vida de uma comunidade de vaqueiros. O folguedo do bumba-meu-boi e os sete pecados capitais são como características da essência humana. Os brinquedos cantados e a religiosidade se entrelaçam como fios nas mãos dos personagens, que apresentam um texto rico em torno do grande universo que é a Cultura Popular.

Sob a direção geral de Socorro Machado, Os Cavaleiros traz a inclusão para cena teatral. O espetáculo tem a participação de dois atores deficientes visuais e conta com intérpretes de Libras (Língua Brasileira de Sinais) e áudio-descrição durante as sessões.

 

O grupo cearense de teatro Alumiar Cenas & Cirandas, com 15 anos de existência, é composto por pesquisadores e estudiosos da cultura popular, arte-educadores, pedagogos e comunicadores, que têm como filosofia o Teatro Pedagógico, visando à transformação do indivíduo a partir da educação.

 

Dias 13, 14, 20 e 21 de junho, às 19h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 20 e R$ 10 (meia). Classificação: 9 anos.

Contato: Santos Mota / Renato Fontenele (9653-6399 / 9646-6169 / renato_fontenelle@hotmail.com )

 

? Sax in Cena

Fundado em julho de 2006, o Sax in Cena é o primeiro quarteto de saxofone profissional do Estado do Ceará. Com repertório variado, entre clássicos da música erudita e popular, passando por gêneros como choro, frevo, jazz, xote, entre outros, o grupo trabalha com a proposta de formação de plateias, procurando despertar nas mais diferentes faixas etárias o interesse pela música.

Dia 14 de junho, às 18h, no Auditório. Ingressos: R$ 4 e R$ 2 (meia).

Contato: Rocha (98616-7017 / producao@orquestra-ce.org.br )

 

? Brincando e Pintando no Dragão do Mar

Brincadeiras e atividades infantis para todas as idades orientadas por monitores.

Todos os domingos, das 16h às 19h, na Praça Verde. Acesso gratuito.

 

? Fuxico no Dragão

Atrações artísticas e uma feirinha jovens expositores em design, moda, produtos terapêuticos e gastronômicos agitam as tardes de domingo do Centro Dragão do Mar. O programa perfeito para jogar longe o marasmo dominical. Nesta semana, você vai conferir a performance de Marcelle Louzada: “O amor vai nos despedaçar”.

Dia 14 de junho, das 16h às 20h, na Arena Dragão do Mar. Acesso gratuito.

Contato: Soledad Brandão (9728-6576 / soledadbrandao@gmail.com )

 

EXPOSIÇÕES EM CARTAZ

 

? Ela

Ocupando todo o piso superior do MAC-CE, a exposição de Bruno Vilela – pela primeira vez em mostra individual em Fortaleza – apresenta treze obras das séries Animattack e Dia de festa é véspera de dia de luto, que fazem referência ao conceito da Anima, da psicologia junguiana, que é a personificação do inconsciente masculino na figura de uma Deusa.

“Essa entidade surge de várias maneiras nos meus quadros: nos olhos enigmáticos num fundo azul; em rostos femininos em que os outros elementos humanos como boca e nariz são suprimidos, reforçando esse olhar; em memórias de infância, através da desconstrução de fotos antigas de simples festas de aniversário”, exemplifica o artista.

A obra Ela, que dá nome à exposição, é fundamental para o entendimento da série. É o aparecimento de uma figura feminina fantasmagórica no meio da natureza. Sem cabeça, as mãos são levadas de modo desesperado ao local onde ela deveria existir. No meio da floresta o homem se funde com a mata e, então, finalmente, Ela, a consciência da existência, toma conta do ser humano que tem medo profundo do que não sabe explicar. “A Mãe Terra, La loba, A bruxa, A Santa, A deusa, Ela, são vários os nomes dados ao sentimento de integração com o cosmos ao longo das eras por diversos povos primitivos, em lendas escritas, tradição oral, pinturas e esculturas”, explica.

Entre as obras expostas, o público poderá conferir um trabalho inédito, feito exclusivamente para o Dragão do Mar: uma pintura na parede, feita com grafite e óleo, numa técnica nova descoberta pelo artista numa recente residência em Lisboa. Além disso, a exposição lança o filme Se Cria Assim, documentário dirigido pelo cineasta Beto Brant sobre o processo criativo de Bruno Vilela.

O filme mostra o processo do artista no ateliê, desde suas técnicas de pintura e desenho até referências de seus misteriosos cadernos – que estarão numa vitrine em exposição –, passando por um dia de fotografia na floresta. Entre entrevistas e depoimentos, o filme é um passeio pela obra e vida do artista pernambucano.

Piso superior do Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC-CE). Visitação de terça a sexta, das 9h às 19h; e aos sábados, domingos e feriados das 14h às 21h. Gratuito.

 

? Interstícios

                A exposição Interstícios ocupará duas salas do andar inferior do MAC-CE, com obras dos artistas Célio Celestino, Cris Soares, Emanuel Oliveira, Haroldo Saboia, Filipe Acácio, Jared Domicio, Marcos Martins, Herbert Rolim e Milena Travassos. Todos trazem em comum as singularidades em torno da ideia de um corpo sensível, aberto à experimentação, a novas rupturas e aos abalos estruturais, desfazendo construções complexas e organizadas para a constituição de outras.

“Cada trabalho ressoa essa experiência por meio de fissuras, dobras, torções, sobreposições, rasgos e fendas. Interstícios que se estruturam tanto como uma espécie de memória do diálogo com o outro, mas também se mostram como zona de inventividade de qual se é possível pensar em outros caminhos poéticos para as obras em questão”, define a curadora da exposição, Ana Cecília Soares.

A jornalista e crítica de arte desenvolve ainda que os artistas entregam-se ao estranhamento de si próprios, deixando-nos índices em forma de fissuras, ranhuras, marcas, sobreposições e atritos de suas trocas sensíveis, afetações recíprocas e deslocamentos existenciais. “Todos, interstícios, configurados como zonas de inventividade que permitem ponderar uma relação particular entre o mundo percebido por cada artista e aquilo que não aparece normalmente no que é”.

Piso inferior do Museu de Arte Contemporânea do Ceará (MAC-CE). Visitação de terça a sexta, das 9h às 19h; e aos sábados, domingos e feriados das 14h às 21h. Gratuito.

 

? Sobrenaturezas Sobnaturezas

Com curadoria de Valéria Laena e Bitu Cassundé, “Sobre Naturezas Sob Naturezas” une os acervos do Museu da Cultura Cearense e do Museu de Arte Contemporânea para apresentar um recorte da arte popular cearense, marcada pela riqueza e diversidade do seu artesanato e forte expressão do imaginário social.

Entre 67 trabalhos de artistas como Racar, Antonio Bandeira, Nino, Manoel Graciano, Mestre Chico, Beto, Abraão Batista, Cícera Lira, Luiz Hermano, Mestre Alencar e Chico da Silva, constam obras esculpidas em madeira, modeladas no barro ou desenhadas em papelão, ex-votos, mamulengos e xilogravuras. Surgem curiosas figuras do Reisado de Congo, assombrantes máscaras dos Reis de Couro, orixás, sereias, bonecos de traços humanos perfeitos ou unidos à fantasia.

“A exposição apresenta um recorte que articula o acervo do MAC e MCC, evidenciando distintas naturezas que se aproximam por um viés mágico, por fabulações que habitam as lendas, o onírico e estão presentes na oralidade, na ficção, nas lendas, nos seres ou coisas, no sincretismo religioso. A exposição interliga diferentes acervos, une o popular com o contemporâneo numa estreita relação entre vida e a arte”, explica o curador Bitu Cassundé.

Piso intermediário do Museu da Cultura Cearense (MCC). Visitação de terça a sexta, das 9h às 19h; e aos sábados, domingos e feriados das 14h às 21h. Gratuito.

 

05.06.2015

 

Assessoria de Comunicação da Secult
Dalwton Moura / Clovis Holanda ( secultmkt@gmail.com )
85 3101.6761 / 8699.6524 / 8829.8222

 

Giselle Dutra
Gestora de Célula/Secretarias
(85) 9922.2712

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado – Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br 
(85) 3466.4898