Governador debate saúde e seca e presidenta sinaliza com mais recursos para o Ceará

20 de Maio de 2015

Em reunião de uma hora e meia, o governador Camilo Santana debateu nesta quarta-feira (20) os temas saúde e seca com a presidenta Dilma Rousseff. “Saio muito satisfeito dessa reunião. Foi uma excelente audiência”, afirmou Camilo, após o encontro realizado no Palácio do Planalto. O secretário da Fazenda, Mauro Filho, e os ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Gilberto Occhi (Integração Nacional) também participaram da reunião.

Sobre a estiagem, o governador do Ceará apresentou à presidenta o Plano Estadual de Convivência com a Seca e falou da necessidade de concluir das obras da Transposição do São Francisco, já que abastecerá o Cinturão das Águas do Ceará (CAC). “Ela reafirmou claramente que será prioridade do Governo, do ministério, concluir as obras e fazer chegar a água do São Francisco no sul do Ceará até meados do ano que vem”, contou o governador.

Saúde

Camilo Santana apresentou à Dilma Rousseff um relatório com os números da saúde no Ceará, como o aumento de 52% do número de leitos da rede estadual nos últimos anos e a disparidade de recursos federais na comparação com outros estados. “Ela compreendeu os números da saúde do Ceará e recomendou que a Casa Civil e o Ministério fizessem uma avaliação. Há uma disparidade entre estados, mostrei esses números para ela”, disse o governador, que reiterou a necessidade de novas formas de financiamento para saúde.

Pacto Federativo

Durante a manhã, o governador Camilo Santana participou no Senado da reunião sobre o pacto federativo, no Congresso Nacional. O objetivo do encontro, que reuniu governadores e autoridades do Poder Legislativo, é discutir com o Parlamento uma ação conjunta para enfrentar a crise econômica.

Para o chefe do executivo cearense, é preciso agilizar os assuntos comuns aos Estados e sugeriu alterações no Fundo Judicial. “É preciso, neste momento, caminhar com mais celeridade naqueles temas que são convergentes a todos os Estados. O fundo Judicial, por exemplo, precisa sofrer reajustes permitindo pagar previdência”, citou Camilo. Ainda pela manhã, o governador e o secretário Mauro Filho participaram de audiência com os ministros da Fazenda, Joaquim Levy, e da Aviação Civil, Eliseu Padilha. 

20.05.2015

Thiago Cafardo
Porta-voz / Governador

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br / (85) 3466.4898