Projeto Sisar permite convivência bem sucedida com a seca

18 de novembro de 2014

O Sistema Integrado de Saneamento Rural (Sisar), criado pela Cagece em 1996, funciona em oito unidades no Ceará, distribuídas entre as onze bacias hidrográficas do Estado, totalizando 727 sistemas, em 1082 localidades rurais atendidas com sistema de abastecimento de água, em 135 municípios. Nesse período de estiagem, com sua gestão compartilhada, o Sisar tem trazido soluções, evitando que comunidades rurais fiquem desabastecidas de água tratada.

Entre os exemplos que podemos citar está a localidade de São Damião, no município de Santa Quitéria, ligada ao Sisar de Sobral. Lá, diante da exaustão do açude, no dia 15 de outubro, foi concluída uma adutora, para trazer água de um poço perfurado no local. Foram realizadas também a ampliação e a mudança de tecnologia no tratamento de água, pois a estação antiga não tinha mais condição de realizar o tratamento.

O Sisar de Sobral, segundo relembra o gerente de saneamento rural da Cagece, Hélder Cortez, foi o primeiro implantado no Ceará. Com 19 anos de existência, é considerado o pai dos outros sete Sisar’s. Desta forma, o Sisar de Sobral é considerado de sucesso e vem crescendo no ritmo de manter a qualidade, todos os princípios ideológicos e com bons resultados.

Outro exemplo de convivência positiva com a seca aconteceu no Sisar de Crateús. Nele, várias comunidades foram beneficiadas com a compra de um equipamento (perfuratriz) que está perfurando poços e salvando vidas. Para ter a real noção da importância dessa aquisição, é preciso entender como trabalha uma organização não governamental como o Sisar, que reúne as associações das comunidades rurais.

Diferentemente da Cagece, o Sisar é constituído de sistemas pequenos, chegando, às vezes, a 250 habitantes. Apesar disso, tem conseguido algumas soluções rápidas, por meio do diálogo direto e a parceria, com um proprietário que tem açude ou um poço auxiliar. A partir daí, pode ser construída uma captação, gastando-se somente com energia elétrica e novos equipamentos.

O Sisar é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, supervisionada pela Cagece. O projeto é referência mundial em sistemas de abastecimento rural, já tendo sido apresentado para diversos países como México, Índia, Alemanha, Equador e El Salvador. A receita do Sisar é que a Companhia, através da Gerência de Saneamento Rural (Gesar), implanta e monitora os sistemas de abastecimento de água e o Sisar os gerencia.

Recentemente, Helder Cortez representou o Sisar em uma comunidade rural no México, no estado de Oaxaca, para analisar a viabilidade de implantar o primeiro Sisar daquele país. A ideia é de que seja firmado um convênio com a Cagece, e haja troca de experiências. A Companhia vai dar o suporte tecnológico e de conhecimento.

Essa localidade já possui uma equipe capacitada por meio de uma visita realizada na Cagece. A Companhia escolheu duas comunidades a serem recuperadas e que terão a implantação do Sisar, para que sirva de exemplo em todas os estados do México. Segundo Helder é uma conquista muito importante, pois será muito gratificante ver a experiência do Sisar ser replicada e dar certo, em outro país.

18.11.14

Assessoria de Comunicação da Cagece

Sabrina Lemos (85 3101.1826 – 8878.8932)