Ceará registrou crescimento de 54% na geração de energia elétrica

6 de junho de 2014

As empresas de geração de energia instaladas no Ceará geraram no ano passado 2.547,78 MW (MegaWatts) de energia a partir de fontes térmicas, eólicas, solar e hídrica. Essa produção aponta um crescimento de 54% nos últimos quatro anos uma vez que em 2010 o Estado registrou 1.380,48 MW produzidos. O lançamento dessa energia no Sistema Interligado Nacional (SIN) foi superior à demanda de consumo no Estrado, que varou de 1.570 a 1,770 MW no período. As fontes térmicas, que reúnem as usinas térmicas (acionadas a gás, diesel ou carvão mineral) foram responsáveis pela produção de 1.937,55MW.

As fontes eólicas participaram desse resultado com 603,23 MW gerados. Destas, os parques eólicos implantados mediante o Programa de Incentivo às Fontes Alternativas (Proinfa) produziram 501,53 MW. O Ceará conta atualmente com 22 parques eólicos em operação e possui o maior potencial de energia eólica gerada no país. A energia solar gerou 1,00 MW e a hídrica 4,00 MW.

Conforme levantamento feito pela Secretaria da Infraestrutura do Estado (Seinfra), entre as fontes térmicas – que são as Usinas Termoelétricas (UTE’s) Ceará, Fortaleza, Maracanaú I, Pecém I (Eneva/EDP), Pecém II (Eneva), a Pecém II foi a que mais produziu no período, atingindo 360 MW naquele ano. A Usina Fotovoltaica de Tauá (localizada no município de mesmo nome), a primeira do Estado e a primeira do gênero ligada ao SIN, produziu 1,00 MW enquanto a pequena central hidrelétrica (PCH) Araras foi responsável por 4,00 MW. A provisão é de que em 2018 a produção de energia no Ceará atinja 4.190,08 MW.

Leilão

O Ceará deverá apresentar 93 projetos de energia eólica (oferta de 2.271MW), dois de fonte fotovoltaica (60 MW) e um de térmica a gás natural (369 MW) no próximo leilão de energia elétrica a ser promovido pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE) a ser realizado em setembro próximo. Mais de mil projetos se inscreveram para participar do Leilão A-5/2014 de energia elétrica proveniente de novos empreendimentos com entrega a partir de janeiro de 2019. Ao todo foram 1.041 empreendimentos cadastrados que juntos somam uma oferta de 50,9 mil MW de energia elétrica. Os projetos passam agora por processo de habilitação. O leilão autorizado pelo Ministério de Minas e Energia (MME) está marcado para o dia 12 de setembro.

06.06.2014

Assessoria de Comunicação da Seinfra

Marco da Escóssia (85 3216.3764 – 8898.4318)

Twitter: @seinfrace

Facebook: www.facebook.com/SeinfraCE