Dragão do Mar: confira a Programação cultural desta semana

3 de junho de 2014

4 a 8 de junho de 2014

PALESTRAS/DEBATES

Café Cultural do Dragão

Com o objetivo de apresentar e discutir ideias e abordagens que movimentam e inovam os campos artístico e cultural, o Café Cultural do Dragão é o nosso programa de debates, organizando-se em torno de nomes de destaque do campo intelectual brasileiro e internacional. Seu formato é o de uma apresentação de um tema seguido de debate com o público. O convidado deste sábado, dia 7, é a jornalista Edma Góis, com o tema “Representações na narrativa brasileira contemporânea”.

Breve descrição do tema: pensar como um romance, um conto, um trabalho visual constroem uma ideia ou referências sobre grupos ou tipos sociais, como mulheres, trabalhadores, por exemplo, possibilita discutir a relações entre os discursos ficcionais e artísticos e outras esferas de representação social.

Convidado: jornalista Edma Góis

Nota biográfica: Edma Góis é jornalista, com mestrado e doutorado em Literatura pela Universidade de Brasília. Tem experiência nas áreas de literatura brasileira, literatura comparada e artes visuais.

Dia 7, às 17h, na Multigaleria. Gratuito.

MÚSICA

Sax in Cena [Circuito de Música Erudita]

Primeiro quarteto de saxofones profissional do Ceará, o grupo Sax in Cena apresenta obras de compositores franceses e peças de Alberto Nepomuceno.

Dia 8, às 18h, no Auditório. Ingressos: R$ 4 e R$ 2 (meia).

Mariana Aydar [Show]

Com três álbuns na bagagem, forró e samba na veia, alguns prêmios e novos projetos, a cantora brasileira de MPB Mariana Aydar chega a Fortaleza para fazer um belo show, na próxima sexta-feira, dia 6, no Anfiteatro do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Os ingressos estarão à venda a partir de sábado, dia 31, às 14h, na bilheteria do Dragão. Custam R$ 40 e R$ 20 (meia).

Pela primeira vez em Fortaleza e muito esperada por todo o público local, neste show, Mariana vai apresentar uma mistura dos seus três discos: Kavita 1, Peixes Pássaros Pessoas e Cavaleiro Selvagem aqui te sigo. Sucessos como Zé do Caroço e Vai Vadiar estarão no repertório, assim como as composições Palavras Não Falam e Solitude, além das mais nordestinas como o xote Tá? e a releitura de Zé Ramalho da canção Galope Rasante. A cantora chega a Fortaleza com o seu power trio: Rafa Moraes na guitarra, Bruninho Marques na Bateria e Magno Vitto no baixo.

Elogiada pelo talento de interpretar e revisitar músicas já consagradas da musica brasileira, Mariana Aydar agora também enveredou pelo audiovisual e lança na quinta-feira (5), às 20 horas, o filme-documentário Dominguinhos, um de seus grandes inspiradores, no Cinema do Dragão-Fundação Joaquim Nabuco.

O filme traz diversas e raras imagens de arquivo e assim revela a vida desse músico brasileiro cuja importância transcendeu o ritmo e o seu instrumento, a sanfona. Idealizado por Mariana Aydar, Duani e Eduardo Nazarian, o filme tem produção da bigBonsai, com direção assinada por Joaquim Castro, Nazarian e Mariana. DOMINGUINHOS esteve no Festival de Tolouse, Bafici – Festival Internacional de Cinema Independente de Buenos Aires e integrou a mostra competitiva do É Tudo Verdade ? 19º Festival Internacional de Documentários.

Após a exibição do documentário, o Conversa de Cinema – iniciativa do Cinema do Dragão – faz debate com Mariana Aydar, Duani (idealizador e diretor musical) e Paulo Vanderley (pesquisador e amigo de Dominguinhos). As primeiras 50 pessoas que comprarem o ingresso do show de Mariana ganharam ingresso para a estreia do filme.

Dia 6, às 21h, no Anfiteatro. Ingressos: R$ 40 e R$ 20 (meia)

POLIFONIAS [Temporada de Arte Cearense]

Com shows de Lorena Nunes e Valdo Aderaldo

Dentro da Temporada de Arte Cearense, o programa Polifonias deste mês de junho apresenta dois grandes nomes da música popular brasileira no Ceará. Valdo Aderaldo é o primeiro a subir ao palco do Anfiteatro com o show Regras da Praia. Depois, é a vez de Lorena Nunes apresentar grandes sucessos de seu repertório, além de músicas inéditas.

Valdo Aderaldo – com o show Regras da Praia

O projeto Regras da Praia trata da continuação da carreira musical do compositor cearense Valdo Aderaldo, que sempre tocou com gente próxima. Em 2012, no carnaval de Fortaleza, Valdo conheceu a jovem compositora e instrumentista Bárbara Sena, que o apresenta aos músicos de sua geração: Igor Ribeiro, Alex Ramon e Ednar Pinho. Desse encontro resultou o som do espetáculo “Clarissa que me perdoe, mas rodo é fundamental”, em que Aderaldo apresenta suas composições mais recentes: algumas canções de seus tempos de Budega (grupo no qual atuou de 1979 ao inicio dos anos 90) e mostra, pela primeira vez, a versão pessoal de composições suas consagradas em outras vozes. São músicas que há anos tocam nas rádios do Brasil e da Europa, como Coca-Colas e Iguarias, gravada por Kátia Freitas e Saint-Denis Ceará, por Mona Gadelha e também por Paula Tesser no disco Retrato do Vento, trabalho realizado em 2004, em parceria com a cantora. A formação instrumental desse novo conjunto vai ao encontro do leque de sonoridades, ritmos e paisagens musicais que emergem de 33 anos dedicados, por Valdo Aderaldo, a “ocupação” de compositor popular. As regras sempre mudam quando a praia, que parece ser a mesma, muda de tom.

Lorena Nunes

Lorena Nunes é uma das cantoras que hoje mais se destacam em Fortaleza, ajudando a moldar as feições da nova música local e dialogando com novos e consagrados nomes, que já reconhecem o talento e a personalidade musical da intérprete. Deu início à carreira artística em 2010, com o coletivo de compositores, cantores e instrumentistas Comparsas da Vivenda.

Muito eclética, Lorena assume que suas referências musicais são herança do bom gosto dos pais que embalaram sua infância com canções desde os chorinhos e sambas antigos, passando pelos movimentos da Bossa Nova, Tropicália, Novos Baianos, Clube da Esquina e ainda com os rocks dos Secos e Molhados, Rita Lee, Cazuza, Legião Urbana, cruzando as fronteiras com Queen, Beatles, Led Zeppellin, e The Doors. Para além da rica herança musical, Lorena caminhou sozinha ao encontro de outras fortes influências que vão do Rock n’ Roll de Janis Joplin e Cassia Eller ao Jazz de Billie Holiday, Nina Simone e Ella Fitzgerald. Ella, que ao lado de Elis Regina, são inspirações fortes para a interpretação da cantora.

Articulada e atenta aos espaços possíveis para mostrar sua música, ganhou atenção e destaque no cenário da capital cearense. Com menos de um ano e meio de carreira profissional, participou de importantes eventos, apresentando-se na abertura de espetáculos de nomes como Daniela Mercury Monique Kessous, Luiz Melodia e Lenine; Cantou na Mostra de Música Petrúcio Maia, na Feira da Música de Fortaleza, no Festival de Música de Meruoca, no Festival UFC de Cultura e nas comemorações de 5 de novembro, Dia Nacional da Cultura, promovidas pela Secult na Praça do Ferreira. Também montou o show solo “Ai de mim”, com o qual circulou por quase dois anos, visitando palcos do Ceará, também Paraíba e Rio Grande do Norte; e cuja faixa-título, de autoria de Tom Drummond, foi premiada com o 2º lugar no I Festival de Música da Assembleia Legislativa. Recentemente (abril de 2014), fez shows no Cabo Verde – África, através do projeto Conexão Feira da Música – Atlantic Expo Music (AME) ao lado de outros novos nomes da cena de música independente cearense como Caio Castelo, Lidia Maria e Vitoriano. No Polifonias, Lorena apresenta grandes destaques de seu repertório, incluindo a canção “Ai de Mim”, além de inéditas.

Dias 7 e 8, às 20h, no Anfiteatro. Ingressos: R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia). No programa Polifonias, os dois artistas sobem ao palco na mesma noite, mas em momentos diferentes. Na ocasião, primeiro acontecerá o show de Valdo Aderaldo, depois o de Lorena Nunes.

DANÇA

Espetáculo “De Norte a Sul se dança Brasil”

Cia de Dança Estrelas da Rua – Direção: Regina Mesquita

Fundado em 1998, o Grupo de Danças Estrelas da Rua desenvolve um trabalho respaldado no resgate da cultura local e nacional através da remontagem de danças, indumentárias, costumes, lendas, poesias e modo de viver e pensar dos nossos povos.

O grupo é uma ação permanente de incentivo à produção de atividades visando à formação de plateias, conscientização e capacitação de seus dançarinos como multiplicadores, criando assim, um estreitamento com a diversidade cultural e sua contemporaneidade, exercendo um papel principal na valorização de resgate de nossas raízes, principalmente através da dança, que além de favorecer o crescimento pessoal de quem executa, permite que pessoas comuns transportem-se ao passado, vivendo o presente e planejando o futuro.

A Cia. de Dança Estrelas da Rua é uma atividade sócio/cultural pertencente à Associação de Solidariedade aos Meninos e Meninas de Fortaleza que dentro de suas atribuições legais busca a inclusão de adolescentes e jovens que estejam em situação de vulnerabilidade social. A Cia. de Dança Estrelas da Rua tem em seu currículo cultural diversos espetáculos, formou e capacitou diversos dançarinos/as, produtores, coreógrafos e diretores artísticos, tem oito turnês internacionais, tendo participado ativamente de vários festivais, encontros e manifestos ligados à temática cultura e juventude. Foi selecionado a participar do Festival Internacional da Ilha Terceira, Sinfões e Lisboa ? Portugal, representando o Ceará e o Brasil dentre 71 países selecionados. O evento acontece de 1 a 30 de agosto de 2014.

Dias 4 e 5, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 10,00 / 5,00. Classificação livre.

Espetáculo “Neura”

Grupo Bailarinos de Cristo, Amor e Doações ? BCAD ? Direção: Janne Ruth

A vida agitada tem sido uma marca registrada do ser humano de hoje. O cenário muda tão rápido que o esforço para acompanhar a dinâmica da vida é bem maior que em eras passadas. Apesar das invenções tecnológicas, do avanço da medicina, das facilidades virtuais, estamos na fronteira da globalização dos in puts que exigem de nós a capacidade de sermos muitos em apenas um e com isso aceitamos o desafio de dar conta em desempenhar diversos papéis ao mesmo tempo.

A necessidade da resposta veloz por e-mail, redes sociais, celulares, a impossibilidade de desligar a mente e ficar out pelo tempo necessário que compense tanto esforço tem levado centenas de pessoas a buscar estratégias e artifícios de fuga e salvação. A droga alucinógena e os antidepressivos trazem o alívio temporário e a ilusão de que o ser humano pode ser aquilo que ele desconhece em si mesmo quando está em sã consciência.

O corpo cansado da pressão do ritmo alucinante revela sintomas doentios, descambando em ansiedade, depressão, estresse, angústia, neuroses do mundo moderno, as chamadas dores da alma.

NEURA é um espetáculo de dança criado e desenvolvido pelo Grupo BCAD que tem sua base conceitual calcada nas neuroses geradas pela atual forma de viver, onde o ritmo frenético das necessidades sociais imprime no ser humano uma série de doenças físicas e mentais, descambando em sintomatologias que envolvem medo e culpa, reforçando o estresse, a apatia, a depressão que refletem na relação do ser humano consigo e com o outro.

Dias 6 e 7, às 20h, no Teatro Dragão do Mar. Acesso gratuito. Classificação livre.

TEATRO

Espetáculo “A Pequena Sereia”

Cia. Cearense de Molecagem – Direção: Carri Costa

O espetáculo musical infantil “A Pequena Sereia” da Companhia Cearense de Molecagem, com direção de Carri Costa, é uma livre adaptação do conto homônimo de Hans Christian Andersen, que serviu de base para a criação do desenho animado da Disney.

A sereia Ariel, filha do Rei dos Oceanos, se apaixona por um príncipe que acidentalmente cai no mar. Para conquistar seu amor, a pequena princesa, contrariando seu pai, que não confia nos humanos, se arrisca ao cruzar os limites entre as águas e a terra graças a um pacto com sua tia, uma terrível bruxa das profundezas do reino marinho. Com ajuda de seu amigo o peixinho Linguado e do Caranguejo Sebastião, ela viverá aventuras entre a terra e o mar.

Emoção e aventura são os principais ingredientes da montagem, que também traz cenas cômicas. A peça fala do rompimento de limites na busca da felicidade. Ariel corre todos os riscos para chegar à terra e ficar ao lado do príncipe. A montagem é pontuada por belas músicas com a intenção de transportar as crianças para os ambientes da peça. Os cenários criados pela “Oficina de Arte” situam a peça em três ambientes: a superfície do mar, o fundo do mar e a terra. O fundo do mar, onde grande parte da história acontece, é destacado com recursos de luz negra que cria um efeito misterioso e destaca alguns elementos do cenário.

Dia 8, às 17h, no Teatro Dragão do Mar. Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Classificação livre.

BRINCANDO E PINTANDO JUNINO

Brincadeiras populares de jogos das argolas, adivinhações, pescarias, corrida de saco, corre cotia, correio elegante e passa chapéu, além de barracas de comidas típicas e Pintando no Dragão. Mais apresentação da Quadrilha Infantil Junina Zé Testinha e Oficina Bordando no Brincar, com a Profª Belize Guedes.

Dia 8, às 16h, na Praça Verde. Gratuito.

EXPOSIÇÕES EM CARTAZ

Future Ocean

A exposição “Future Ocean – Uma exposição científica sobre os mares em turnê pelo Brasil” é um dos destaques do encerramento da “Temporada Alemanha + Brasil 2013-2014”. Realizada pelo Cluster de Excelência “Future Ocean” da cidade de Kiel e pelo Centro Alemão de Ciência e Inovação São Paulo (DWIH-SP), a mostra apresenta temas como a pesca sustentável, observação do mar, acidificação dos oceanos, exploração das costas, importância dos recursos minerais e impacto dos resíduos no mar. A exposição aborda também a cooperação a longo prazo do Cluster de Excelência com universidades brasileiras.

A exposição segue em cartaz até dia 15 de junho. Visitação: terça a sexta, das 8h30 às 21h30; e sábado e domingo, das 14h30 às 21h30. Gratuito.

PLANETÁRIO

Noite das Estrelas

Quando a lua está na fase quarto crescente, o Planetário Rubens de Azevedo disponibiliza telescópio para observação astronômica. O público observa crateras lunares, planetas, fenômenos astronômicos e outros objetos celestes.

Dias 7 e 8, às 19h, em frente ao Planetário. Gratuito.

O Planetário Rubens de Azevedo é um espaço de entretenimento e formação pedagógica através de caráter transdisciplinar em Astronomia.

Sessões:

O ABC do Sistema Solar

Em uma nave imaginária crianças fazem uma viagem pelo Sistema Solar. Durante a viagem elas aprendem sobre a mitologia das constelações e as lendas astronômicas. 30min.

Nos Limites do Oceano Cósmico

Usando o poder da nossa imaginação, viajaremos pelo espaço a uma velocidade próxima a da luz até o limite do universo visível, e com a ajuda do planetário, veremos de perto a nossa galáxia e grupos de galáxias muito distante de nós. Será que o universo tem fim “O que vemos no céu é uma ilusão” Você verá que o universo está em expansão e novas estrelas estão surgindo a todo instante.

Explorando o Universo

Venha se aventurar numa fascinante viagem pelo universo, e com Galileu conheceremos os segredos do céu e suas descobertas científicas para o progresso da ciência. 40min.

Origens da Vida

Mergulhando no desconhecido, e a partir das profundezas do oceano, descobriremos as origens da vida em nosso planeta. Através do tempo e espaço viajaremos até o nascimento das primeiras estrelas. 30min.

Sessões às quintas e sextas-feiras:

18h – Explorando o Universo

19h – Nos Limites do Oceano Cósmico

20h – Origens da Vida

Sessões aos sábados e domingos:

17h – ABC do Sistema Solar

18h – Explorando o Universo

19h – Nos Limites do Oceano Cósmico

20h – Origens da Vida

03.06.2014

Assessoria de Comunicação do Dragão do Mar

Luciana Vasconcelos / Luar Brandão (85 3488.8617 – 8733.8829)