BNDES apoia expansão do Porto do Pecém com R$ 630,5 milhões

7 de Janeiro de 2014

A diretoria do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento no valor de R$ 630,5 milhões para o projeto de expansão do Porto de Pecém, localizado no município de São Gonçalo do Amarante, no Ceará. A participação do BNDES é de 90% do valor total do projeto, que soma R$ 700,5 milhões e corresponde à segunda etapa da ampliação do Porto. ??Estão previstas as construções de dois berços de atracação, por meio de ampliação de 600 metros do cais acostável existente no Terminal de Múltiplo Uso; uma retroárea de 69 mil metros quadrados; uma nova ponte de acesso, com 1.520 metros de extensão; alargamento transversal de 33 metros do quebra-mar existente, bem como a execução de obras complementares.??Essas obras permitirão uma expansão planejada das instalações portuárias, dando condições para um crescimento harmônico das atividades do Porto e dos seus níveis de competitividade. Além disso, permitirão o atendimento à demanda da Companhia Siderúrgica do Pecém, que está sendo implantada na área do Complexo Industrial e Portuário do Pecém.??O projeto também tem o mérito de fomentar a competitividade do setor portuário brasileiro no cenário mundial e de promover o desenvolvimento da região Nordeste.??

 

Apoios anteriores – Com este novo financiamento, o BNDES totaliza apoio no valor de R$ 1,1 bilhão para o Complexo Industrial e Portuário do Pecém. Em 2009, o Banco aprovou financiamento de R$ 276 milhões para a implantação do Terminal de Múltiplo Uso, que já está operacional e tem capacidade de movimentação de 500 mil TEUs (unidade correspondente a 1 contêiner de 20 pés) por ano.??Em 2010, foi aprovado novo empréstimo, de R$ 120,6 milhões, para aquisição e instalação de um sistema de descarga e transporte de granéis sólidos (correias transportadoras e descarregador de navios), com capacidade operacional de 2.400 toneladas/hora, no Terminal de Insumos e Produtos Siderúrgicos.

 

Sobre o porto – O terminal portuário do Pecém possui excelente macrolocalização, próximo das rotas do hemisfério norte, e microlocalização, não sujeita a variação de fortes marés, com calado profundo, possibilitando a atracação de navios de grande porte.??A movimentação anual de produtos pelo Porto, que em 2011 atingiu 3,41 milhões de toneladas, cresceu 22% em 2012, movimentando 4,15 milhões de toneladas. Uma vez concluída a implantação do complexo industrial e portuário, estima-se que essa movimentação saltará para 45,2 milhões de toneladas até 2016 e para 83,3 milhões de toneladas até 2020. ??O terminal de regaseificação da Petrobras, já em operação, tem capacidade para movimentar 7 milhões de metros cúbicos por ano.

 

Movimentação

A movimentação de mercadorias através do Porto do Pecém ultrapassou seis milhões de toneladas no decorrer de 2013, uma marca histórica do terminal nos seus 13 anos de funcionamento. Considerando os 12 meses de 2012, a elevação atingiu a 40%, uma vez que em 2012 foram movimentadas 4,5 toneladas (t), enquanto no ano recém-findo esse total atingiu 6,3 milhões. Desse total a maior movimentação foi de granel sólido, com 1,8 milhão de t, seguido de granel líquido (1,7), carga conteinerizada (1,6) e carga geral, com um milhão, sendo 4,8 milhões nas importações e 1,5 milhão nas exportações.

 

Os principais produtos exportados na cabotagem foram combustíveis minerais (290 mil t), cimento (72 mil) e máquinas e materiais elétricos, com 49 mil t. Nas importações por cabotagem os produtos siderúrgicos contribuíram com 89 mil t, os cereais com 80 e o cimento com 31. No transporte de longo curso foram exportadas 379 mil t de combustíveis minerais, 176 mil de frutas e 83 mil de minérios, enquanto nas importações a movimentação foi de 2,1 milhões de t de combustíveis minerais, 897 mil de produtos siderúrgicos e 410 mil de cimento.

 

As principais frutas movimentadas foram melão, melancia, manga e castanha de caju, procedentes do Ceará (45%), Rio Grande do Norte (34), Pernambuco (10) e Bahia (9%), tendo como principais destinos a Holanda (38%), Grã Bretanha (24) e Estados Unidos com 19%. Nada menos que 451 navios operaram no Porto do Pecém no período de janeiro a dezembro de 2013, com uma média mensal de 37,5 unidades.


07.01.2014


Assessoria de Comunicação da Cearáportos com informações do BNDES


Joseoly Moreira


joseoly@gmail.com
– 85 9983.2525