Vendas do varejo no Ceará têm alta de 0,34% em setembro

27 de novembro de 2013

O volume de vendas do varejo comum cearense registrou alta pela terceira vez consecutiva no terceiro trimestre, alcançando, em setembro de 2013, variação de 0,34%, resultado, no entanto, abaixo dos desempenhos verificados nos meses de julho e agosto do mesmo ano. Enquanto isso, o país apresentou variação levemente superior, de 0,51% na mesma comparação. Já a receita nominal de vendas obteve alta no varejo cearense de 0,87% e no varejo nacional de 0,75%, refletindo em boa parte a inflação do mês.

Os números estão no Enfoque econômico nº 92 – Evolução das Vendas do Varejo Cearense – elaborado pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), órgão vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) do Governo do Estado, tendo como base a análise dos dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) elaborada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O estudo observa que apenas no mês de janeiro de 2013 foi registrado variação mensal superior na comparação com o mesmo mês de 2012, revelando que o varejo cearense vem apresentando um nítido comportamento de desaceleração no ritmo de crescimento das vendas ao longo de 2013.

De acordo com o economista Alexsandre Lira Cavalcante, que elaborou o trabalho, apesar do volume de vendas ter registrado um tímido crescimento mensal, a receita nominal de vendas do varejo cearense apresentou um crescimento de 9,42%, levemente abaixo da marca nacional, que foi de 10,59%, refletindo também a variação dos preços no mês de setembro. Já na comparação com o desempenho mensal das vendas nacionais é possível notar que a desaceleração nas vendas do varejo comum cearense tem sido muito mais intensa, principalmente no terceiro trimestre do ano, por apresentar variações positivas mensais sempre abaixo daquelas registradas pelo país.

Como reflexo de baixas taxas de crescimento mensais ao longo da maior parte do ano de 2013, o varejo comum cearense acumulou no ano alta de apenas 3,45%, ficando novamente abaixo da marca registrada pelo país, de 3,85%. Na comparação com o acumulado até setembro dos três últimos anos é possível ratificar o comportamento de desaceleração da taxa de crescimento nas vendas do varejo comum observada em 2013. No que diz respeito à receita nominal de vendas, não foi possível constatar uma desaceleração tão intensa nas vendas do varejo comum cearense. No acumulado até setembro de 2013 foi registrado uma alta de 12,94% contra 13,23% em igual período de 2012. 

Varejo Ampliado

Com relação às vendas do varejo ampliado, que inclui, além das vendas dos oito setores do varejo comum, as dos setores de veículos, motocicletas, partes e peças e material de construção, foi possível observar – explica Alexsandre Lira –  que o Ceará passou a registrar alta de 2,96% em setembro de 2013,  variação que ficou levemente acima do registrado em igual mês do ano passado. No entanto, esse resultado positivo foi alcançado após três meses de quedas sucessivas. É possível, dessa forma, afirmar que o varejo ampliado cearense também vem apresentando forte desaceleração ao alternar queda acompanhada de fraco crescimento mensal na comparação com os mesmos meses do ano anterior. O trabalho completo pode ser acessado no www.ipece.ce.gov.br.

27.11.2013

Assessoria de Imprensa do IPECE

Pádua Martins (85 3101.508)