Pacientes e familiares aprendem a prevenir e controlar diabetes

13 de novembro de 2013

Esta quinta-feira – 14 de novembro – é o Dia Mundial do Diabetes. Já nesta quarta-feira (13), o Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão – CIDH, da Secretaria da Saúde do Estado, realiza a “Universidade do Diabetes”, com objetivo bem claro: reforçar a prevenção com informações e atividades educativas. Aos pacientes já atendidos no Centro serão intensificadas as orientações de como viver melhor com a doença. Os  profissionais do CIDH, que fica na Rua Silva Paulet, 2406, conversarão nas oficinas das 8 às 12 horas especialmente sobre os cuidados que as pessoas com diabetes devem ter com os pés, sobre o uso da insulina e alimentação.  O aumento da ingestão de fibras é prevenção de riscos. Já dietas inadequadas são fatores de risco, assim como obesidade.    
   

Ainda como parte da programação do Dia Mundial do Diabetes, no dia 23 de novembro, os médicos do CIDH e estudantes de medicina da Universidade Federal do Ceará farão atendimento à população no Shopping Benfica, das 14 horas às 18 horas. Haverá serviços de medição da dosagem de glicemia e pressão arterial e cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC). A programação terminará no domingo (24), com uma caminhada na Avenida Beira-Mar.

Diabetes melittus, doença metabólica caracterizada pelo aumento anormal de glicose (açúcar), no sangue, está entre as cinco doenças que mais matam. Ainda não há cura definitiva, mas há tratamentos que podem melhorar a qualidade de vida. A estimativa é de que metade das pessoas que tem diabetes não sabe que está doente. No Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, o diabetes causou 470 mil mortes em 2010. No Ceará, o número de óbitos em 2010 ficou em 2.136, abaixo dos 2.172 registrados em 2009. Em 2011 o número cresceu para 2.601. Em 2012, o total de óbitos caiu para 2.257, conforme o Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM).
 

VEJA ABAIXO FATORES DE RISCO E PREVENÇÃO DE RISCOS PARA DIABETES:  

FATORES DE RISCO

• Urbanização crescente
• Idade maior de 45 anos (envelhecimento da população)
• Estilo de vida pouco saudável, como: sedentarismo, dieta inadequada e obesidade
• Sobrepeso (IMC – índice de massa corporal maior ou igual a 25)
• Antecedente familiar
• Hipertensão arterial (maior que 14 por 9)
• Colesterol e/ou triglicerídios maior que o normal
• História de macrossomia ou diabetes gestacional
• Diagnóstico prévio de síndrome de ovários policísticos
• Doença cardiovascular, cerebrovascular ou vascular periférica definida

 
PREVENÇÃO DE RISCOS

• Mudanças de estilo de vida
• Redução de peso (entre 5 a 10% do peso)
• Manutenção do peso perdido
• Aumento da ingestão de fibras
• Restrição de gorduras, especialmente as saturadas
• Aumento de atividade física regular

13.11.2013

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá /  
selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara