Dada a largada para obras de conservação e recuperação do Theatro José de Alencar

11 de novembro de 2013

O secretário da Cultura do Ceará, Paulo Mamede, e representantes do Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE) do Governo do Estado e da empresa TSR assinaram, na manhã desta segunda-feira (11/11), a Ordem de Serviço para as obras de conservação e recuperação do Theatro José de Alencar. Dando a largada para o início dos trabalhos, o ato simbólico foi realizado nos jardins do teatro, com um café tradicional do Centro de Fortaleza e ao som do saxofonista Willian Siriaco, do Quarteto Sax in Cena. “Se a empresa quiser se instalar amanhã, nós já temos um galpão para o canteiro de obras”, adiantou a diretora administrativa do teatro, Silêda Franklin.

Após a assinatura, os representantes do DAE e da TSR, empresa vencedora da licitação para a realização das obras, foram guiados por uma equipe do teatro em uma visita técnica pelos diversos espaços para uma primeira averiguação das condições atuais do equipamento e das necessidades de conservação e recuperação. Durante a visita (foto), os representantes da empresa foram levados a um prédio anexo, desapropriado para servir de canteiro de obras.

Ao valor de R$ 2.338.198,83, provenientes do Tesouro Estadual, o Theatro José de Alencar passará por recuperação e pintura geral da edificação, compreendendo as partes de alvenaria, estruturas de ferro, revestimentos, pisos, portas e janelas, além da revisão elétrica e hidrossanitária, da requalificação dos jardins e do sistema de prevenção de incêndio. “Essa obra será um cartão de visita para a empresa. Eu apelo à construtora para fazer esse dinheiro render muito mais”, disse o secretário. A previsão de conclusão das obras é de oito meses. Durante esse período, o teatro continuará de portas abertas, seja com o programa de visitas guiadas, com 40 horários semanais, seja com outras atividades artístico-culturais nos espaços alternativos do equipamento.

O ato simbólico de assinatura da Ordem de Serviço para as obras no teatro foi acompanhado pelo superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico-Artísitco Nacional (Iphan), Ramiro Teles, que destacou a importância do prédio não apenas para o Ceará, mas para o Brasil, haja vista que se trata de um bem tombado nacionalmente, desde 1964. “É com grande alegria que vemos o início dessa grande empreitada”, manifestou-se, ressaltando a parceria com a equipe do teatro e a disposição do órgão para colaborar no que for possível.

O superintendente em exercício do DAE, Silvio Campos, esteve na Reunião de Partida das obras do Theatro José de Alencar representando o titular, Quintino Vieira Neto. “Estamos com todo o empenho e a tecnologia necessários para cumprir os encargos. O que estiver ao nosso alcance, estamos à disposição”, frisou.

 

Reunião de Partida para restauro do Cine São Luiz

O secretário Paulo Mamede anunciou que a Reunião de Partida para a restauração do Cine São Luiz será realizada na próxima segunda-feira (18/11). Além do teatro e do cinema, outros equipamentos culturais mantidos pelo Governo do Estado vão passar por intervenções, como o Museu do Ceará, a Biblioteca Pública Governador Menezes Pimentel, o Arquivo Público do Estado do Ceará e o Arquivo Intermediário, todos em Fortaleza, além da Casa do Cego Aderaldo, em Quixadá, e da Casa de Antonio Conselheiro, em Quixeramobim.

“Queremos guardar nosso patrimônio cultural com dignidade e oferecer também com dignidade o atendimento à população, para que ela se sinta confortável”, ressaltou o secretário, adiantando que, já na quinta-feira (14/11), será apresentada na sede do Departamento de Arquitetura e Engenharia (DAE) a relação de todas as obras nos equipamentos culturais previstas ou já em execução. “Não é que vou priorizar obras, mas a nossa história e a nossa cultura precisam ser mantidas em local apropriado, adequado, e a população precisa ser bem recebida. Precisamos estar ao fim da gestão com os equipamentos funcionando em novas condições”.

Além das obras, o secretário reforçou o interesse em executar os projetos do Corredor Cultural do Benfica, da instalação da Pinacoteca, dos editais Mercado Internacional de Artes (Mirante) e de circulação internacional e de criar um modelo de edital que dê condições mais igualitárias de concorrência, inclusive para projetos, produtores e artistas do interior do Ceará.

 

11.11.2013

Assessoria de Comunicação da Secult

(85) 8699-6524 – Dalwton Moura
(85) 8878-8805 – Raimundo Madeira
(85) 9608-5822 – Sonara Capaverde