Seleção e Castelão: uma relação de sucesso

8 de novembro de 2013

A Seleção Brasileira também deixou seu nome registrado na história do Castelão em grandes jogos com presença maciça da torcida. Foram realizadas 8 partidas, sendo 7 amistosos e uma partida oficial. Na arena cearense, a Seleção Canarinho aplicou quatro goleadas em seus adversários: 4×1 no Peru (1989), 3×0 nos Estados Unidos (1992), 5×0 na Eslováquia (1995) e 5×1 na Rússia (1998). As redes do estádio foram balançadas 21 vezes por craques brasileiros, incluindo gols de Bebeto, Raí, Rivaldo e Neymar.

Além das vitórias e goleadas da Seleção, o Castelão também é “pé quente”. Em 2002, meses antes de conquistar o pentacampeonato no Japão, a Seleção Brasileira escolheu o estádio cearense para se despedir em um amistoso contra a Iugoslávia. E como esquecer o momento mais emocionante da Copa das Confederações 2013? O mundo inteiro parou para escutar em uma só voz o Hino Nacional na boca dos mais de 57 mil torcedores que compareceram a Brasil e México. Foram necessários quase 40 anos para que o Castelão visse a Seleção atuando em seu campo por uma competição oficial.

No próximo dia 17 de junho, os cearenses terão mais uma oportunidade de ver um jogo da Seleção Brasileira. Desta vez, pela primeira vez em uma partida oficial de Copa do Mundo da FIFA. Dependendo dos resultados – e da torcida dos cearenses -, o time de Felipão ainda pode retornar à cidade nas Oitavas ou nas Quartas de final.

“Depois de todo o trabalho realizado para construir a primeira arena do Brasil para a Copa 2014, receber no Ceará a nossa Seleção é um grande presente para os melhores torcedores do País, os cearenses”, aponta o secretário Especial da Copa 2014 no Ceará, Ferruccio Feitosa.

Saiba como foram os jogos da Seleção Brasileira no Castelão:

27 de outubro de 1980 – Brasil 1×0 Uruguai
Na primeira partida realizada em terras cearenses, a torcida fez bonito, lotou as arquibancadas e quebrou o recorde de torcedores dentro do estádio. As arquibancadas foram tomadas por 120 mil pessoas para ver o Brasil vencer a Celeste por 1 a 0. A partida marcou também a entrega da ampliação da capacidade do estádio. De 70 mil lugares, o Castelão passou para 120 mil, tornando-se o terceiro maior estádio do Brasil.

10 de maio de 1989 – Brasil 4×1 Peru
Dando início a maré de sorte da Seleção no Castelão, a goleada aplicada sobre a seleção peruana foi um incentivo para conquistar, meses depois, o quarto título da Copa América, realizada no Brasil.

26 de fevereiro de 1992 – Brasil 3×0 Estados Unidos
Com Carlos Alberto Parreira no comando, atual coordenador técnico da Seleção, o Brasil goleou a seleção norte-americana e espantou a desconfiança da torcida, após a derrota diante da Argentina, nas oitavas de final, da Copa do Mundo de 1990.

22 de fevereiro de 1995 – Brasil 5×0 Eslováquia
Logo após a conquista do tetracampeonato nos Estados Unidos, a Seleção fez uma grande festa para os torcedores no Castelão. Com dois gols marcados na partida, Bebeto se tornou o artilheiro da Seleção na arena cearense, com três gols.=

18 de novembro de 1998 – Brasil 5×1 Rússia
Mais uma vez, o Brasil veio jogar no Castelão depois de uma grande decepção em Copas do Mundo. Vanderlei Luxemburgo tinha acabado de assumir o comando da equipe, quando o time arrasou os russos no Castelão. No ano seguinte, os brasileiros triunfariam na Copa América mais uma vez.

28 de maio de 2002 – Brasil 1×0 Iugoslávia
O técnico Luiz Felipe Scolari escolheu o Castelão para fazer a última partida da Seleção no País, antes da Copa do Mundo da FIFA de 2002. Fortaleza entrou na rota de preparação da equipe para a conquista do penta. O jogo marcou também o retorno de Ronaldo Fenômeno aos gramados, depois de uma lesão grave no joelho.

21 de outubro de 2002 – Brasil 0x1 Paraguai
Para agradecer a torcida cearense pelos bons ventos que levaram a Seleção a conquista do inédito pentacampeonato na Alemanha, a Seleção voltou ao Castelão. Apesar da derrota, os torcedores presenciaram o famoso gesto do capitão Cafu levantando a taça de campeão do mundo. O técnico Luiz Felipe Scolari se despediu do comando da Seleção Brasileira.

19 de junho de 2013 – Brasil 2×0 México
A primeira partida oficial que o Castelão recebeu foi histórica. Mais de 57 mil pessoas ajudaram a embalar a vitória do Brasil diante do México. Foi aqui também que o mundo viu a torcida interpretar o Hino brasileiro à capela, o que, segundo o árbitro Howard Webb, que apitou a final da Copa do Mundo da FIFA de 2010, foi a cena mais incrível que ele já viu em um estádio de futebol. A partida estabeleceu uma das maiores audiências internacionais na história da competição. Mais de 40 milhões de telespectadores do mundo inteiro assistiram de casa à partida.

08.11.2013

Assessoria de Comunicação da Secopa
Ciro Câmara e Danielle Campos
imprensa@secopa.ce.gov.br
+55 85 3264-5359