Drogas: Estado terá 478 novas vagas para tratamento de dependentes químicos

8 de novembro de 2013

O Ceará terá 478 vagas em comunidades terapêuticas para tratamento de dependentes químicos.  Na segunda-feira (11), às 9 horas, no Palácio da Abolição, será assinado convênio entre Governo do Estado e Ministério da Justiça que resultará em 478 vagas (239 sob financiamento da União e mais 239 financiadas pelo Governo Estadual).  O Edital de 2013 está sendo analisado com possibilidade de mais 172 vagas do Governo Federal, onde serão ampliadas as vagas do Governo Estadual em mais 172, perfazendo um total de 802. Além das vagas, será assinada a ordem de serviço para a construção do Centro de Desintoxicação e Reinserção Social.

Para a assessora especial de Políticas Públicas sobre Drogas, Socorro França, as ações são uma “resposta aos desafios impostos a toda a nação brasileira frente ao fenômeno do uso de crack e outras drogas, apresentar a efetivação de ações integradas e intersetoriais que unem o Governo Estadual e Governo Federal”.

“Estas ações darão continuidade à implementação do Programa Crack, é possível vencer, no que se refere ao Eixo Cuidado com ampliação de serviços de atenção integral a pessoas com transtornos decorrentes ao uso de álcool e outras drogas”, completa a assessora especial.

Ela explica ainda ainda que como ação estruturante de forma integrada e intersetorial, a Secretaria de Educação do Estado do Ceará disponibilizará o uso da Escola Juvenal Galeno para  sediar o Centro de Referência sobre Drogas (CRD), que será equipado pela Senad, com recursos do Programa “Crack, é possível vencer”, incluindo duas Unidades Móveis para ações de prevenção e orientação sobre drogas em todo o Estado. A manutenção do CRD ficará sob a responsabilidade da Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa).

08.11.2013

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil
comunicacao@casacivil.ce.gov.br – 85 3466.4898