HGF passa a fazer parte do S.O.S. Emergência do Ministério da Saúde

7 de novembro de 2013

O secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães, anunciou a inclusão do Hospital Geral de Fortaleza (HGF) no programa S.O.S. Emergência, ação estratégica para a qualificação da gestão e do atendimento em grandes hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “O Ministério da Saúde vai apoiar a decisão da Secretaria da Saúde do Estado de acabar com atendimento de pacientes em áreas improvisadas do HGF”, destacou. O anúncio foi feito durante a visita do secretário Helvécio Magalhães ao Hospital nesta quarta-feira (06).

“Vamos apoiar o que o hospital já vem fazendo, como a classificação de risco e o controle da permanência do paciente, e utilizar toda a rede de urgência, com o suporte financeiro necessário”, disse, sem adiantar valores. “Vamos acertar com o secretário Ciro Gomes e sua equipe o detalhamento do apoio”. Antes da visita ao HGF, Helvécio Magalhães visitou o Instituto Dr. José Frota (IJF), da Prefeitura de Fortaleza, que já integra o S.O.S. Emergência e recebe anualmente R$ 3,6 milhões do Ministério da Saúde para custear a ampliação e qualificação da assistência da emergência.

O secretário de Atenção à Saúde se mostrou otimista quanto à solução da superlotação da emergência. “O Hospital já teve 130 pacientes em macas e hoje a média diária está em 30”, destacando o HGF como um dos grandes hospitais do país. “Pode-se contar os hospitais que no Brasil têm 40 plantonistas na emergência”, observou o secretário. “A unidade de AVC, que tem quatro anos, já apresenta um dos melhores resultados do mundo”, disse ele, se referindo à unidade de atenção ao Acidente Vascular Cerebral do HGF, que em outubro de 2012 se tornou a primeira do país habilitada pelo Ministério da Saúde com nível 3 por garantir assistência integral aos pacientes, desde a emergência aos serviços de retaguarda, e conseguiu diminuir em 37% a mortalidade por AVC em Fortaleza, como informou o neurologista João José de Carvalho, diretor da Unidade de AVC.

O diretor do HGF, Zózimo Medeiros, mostrou ao secretário de Atenção à Saúde que o hospital ampliou em 62% o número de leitos, passando de 319 em 2008 para os atuais 515. O HGF oferta à população 629 procedimentos, e entre as especialidades de alta complexidade realiza transplantes de rim, fígado, pâncreas e córnea e, atualmente, acompanha cerca de dois mil transplantados. Na emergência são ofertadas 33 especialidades e a taxa de ocupação de todo hospital, ainda alta, é de 108%. Com a implantação do Protocolo de Manchester para a avaliação de risco na emergência, o HGF reduziu os atendimentos no setor em 60%, admitindo prioritariamente os casos de média e alta complexidade, com os casos menos graves transferidos para outros serviços da Rede de Atenção às Urgências.

No período da tarde, Helvécio Magalhães esteve na Secretaria da Saúde do Estado, onde foi apresentado a nova rede de assistência à saúde que o governo do Estado está implantando em todo o Ceará, com 22 policlínicas regionais, 19 Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs) regionais, os hospitais regionais, com dois já em funcionamento em Juazeiro do Norte e Sobral, além das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24 horas).

07.11.2013

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira / Marcus Sá (selma.oliveira@saúde.ce.gov.br / 85 3101.5220 – 5221)