Programa Saúde da Família (PSF) será ampliado no Ceará

4 de novembro de 2013

O Programa Saúde da Família (PSF) será ampliado no Ceará. A cobertura abrangerá uma equipe para cada grupo de dois mil habitantes. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (04) pelo governador Cid Gomes, na Escola de Saúde Pública (ESP), durante a solenidade de acolhimento do segundo grupo de médicos estrangeiros do programa Mais Médicos. Segundo o Governador, o aumento foi autorizado pelo Governo Federal e fortalecerá o atendimento primário da população. “O atendimento básico é a porta de entrada ideal para o tratamento de saúde e assegurar uma ação necessária para a população, desafogando os hospitais”, explicou Cid Gomes.

Durante o acolhimento, Cid Gomes agradeceu o empenho dos profissionais e destacou que não era concebível fazer restrições quando um corpo de profissionais é insuficente, como é o caso de muitas  cidades brasileiras. O secretário de gestão estratégica participativa do Ministério da Saúde, Odorico Monteiro, agradeceu o apoio do Governador ao Programa Mais Médicos e garantiu que até março de 2014 todas as equipes de PSF no Ceará estarão formadas.

O novo grupo de médicos Esse grupo será distribuídos em 103 municípios cearenses. Ao todo, os municípios brasileiros receberam 2.167 médicos estrangeiros nesta etapa, dos quais 212 são para o Ceará. A região Nordeste é a mais atendida com os médicos desta etapa do programa, com 928 profissionais. Em seguida, vêm o Sudeste (517), o Norte (358), o Sul (244) e o Centro-Oeste (120). No próximo dia 11, mais 236 médicos chegarão ao Estado.

Mais Médicos1A distribuição desses profissionais seguiu critérios técnicos, que deram igual prioridade às cidades em que é maior a parcela da população que depende completamente do atendimento ofertado pelo SUS e àquelas com alto percentual da população em situação de pobreza, conforme o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Este grupo se junta aos 1.499 médicos que já estão atuando em regiões carentes do País, sendo 819 brasileiros e 680 estrangeiros, elevando a cobertura do programa de 5 milhões para 13 milhões de brasileiros. Todos estes profissionais foram avaliados por três semanas por universidades federais que testaram seus conhecimentos em Língua Portuguesa e nos protocolos de atenção básica do SUS.

Esta etapa ocorreu simultaneamente em quatro capitais – Brasília, Fortaleza, Belo Horizonte e Vitória. Com exceção destas cidades, onde permanecerão os profissionais que atuarão no Distrito Federal, no Ceará, em Minas Gerais e no Espírito Santo, todas as capitais receberão médicos do programa.

Participaram també da solenidade o profeito de Fortaleza Roberto Claúdia, o deputado federal José Guimarães e Manuel Hernandez, da Organização Panamericana de Saúde.

Mais Médicos2  Mais Médicos3

04.11.2013

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil ( comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898)