Maior escavação controlada do NE finaliza etapa de trabalho

5 de setembro de 2013

A escavação controlada no Parque dos Pterossauros, em Santana do Cariri, foi finalizada. Desde de 2001 especialistas buscam importantes achados fósseis na área da Bacia Sedimentar do Araripe. Na área dos trabalhos foram encontrados diversos achados fósseis de peixes, comum na formação Romualdo. As escavações no local, a dois quilômetros da sede do município, contaram com a participação de 20 pesquisadores da Universidade Regional do Cariri (Urca), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), por meio do Museu Nacional.

O trabalho faz parte do projeto de pesquisa ‘Estudos Sistemáticos e Paleoecológicos da Fauna de Vertebrados das Formações Crato e Romualdo (grupo Santana) da Bacia do Araripe’, da maior escavação controlada já realizada no Nordeste. O projeto vem sendo coordenado por meio da Urca.

Segundo o coordenador da pesquisa, Professor Álamo Feitosa, o trabalho veio mais uma ver dar uma importante contribuição para o fortalecimento das pesquisas no âmbito da paleontologia.

Sobre o  Parque dos Pterossauros

O Parque dos Pterossauros denomina um dos nove geossítios do Geopark Araripe. Todas as peças encontradas passarão a compor o Museu de Paleontologia de Santana do Cariri, onde se encontra um dos maiores acervos de fósseis do período Cretáceo do mundo, principalmente conhecido por conter holótipos de pterossauros, os répteis voadores. No início da pesquisa, em 2011, foi encontrada na escavação na zona rural de Araripe, a asa de um pterossauro, o ‘Tropeognathus mesembrinus’, considerado um dos maiores do mundo.

O professor Álamo Feitosa ainda afirma que as pesquisas continuam e no próximo ano será realizada mais uma escavação. O trabalho de três anos já é considerado, para o paleontólogo, um grande sucesso e destaca a região como importante área de pesquisa da paleontologia no Brasil.

05.09.2013

Assessoria de imprensa da Urca

Elizângela Santos (88 3102.1213 – 8812.5525)