Corpo de Bombeiros treina deficientes visuais para a prevenção de acidentes

22 de Maio de 2013

Ter a independência e ainda saber como se prevenir em casos de acidentes como engasgo, fraturas, queimaduras hemorragias e vazamento de gás de cozinha. Para evitar esse tipos de ocorrências, o Corpo de Bombeiros Militar do Ceará ministra aulas preventivas para um grupo composto por cerca de 20 deficientes visuais. As aulas acontecem sempre às quartas-feiras, às 13h30min, no Instituto Hélio Góes Ferreira (Rua Pe. Anchieta, 1400 – São Gerardo).

“É uma aula bem diferente. Cada aula os alunos tem a oportunidade de sentir, de tocar, de entender como podem se prevenir em caso de acidentes em casa ou onde estiverem”, destaca o Capitão Cristiano, do Corpo de Bombeiros, responsável pelos encontros no Instituto.

As primeiras aulas começaram ainda em 2004. De lá para cá já foram formadas nove turmas e este ano, os alunos já tiveram cinco encontros. Nesta quarta-feira (22) o grupo vai ter a oportunidade de conhecer mais um pouco do trabalho e dos objetos usados pelos bombeiros. As vestimentas e materiais do dia-a-dia da Corporação serão apresentados e os alunos poderão sentir e até vestir os equipamentos.

Cartilha

Além das aulas, o Corpo de Bombeiros do Ceará foi o primeiro no País a desenvolver uma cartilha totalmente em braile para ensinar a deficientes visuais sobre como aplicar os primeiros socorros e prevenir acidentes em casa ou onde estiverem.

A primeira cartilha foi lançada ainda em 2003 em parceria entre o Corpo de Bombeiros e o Instituto Hélio Góes. Um exemplar fica sempre disponível na biblioteca do Instituto, de fácil acesso para alunos que não participam dos encontros, mas que tem a oportunidade de aprender através da própria língua escrita usada por eles.

22.05.2013

Assessoria de Comunicação da SSPDS

Henrique Silvestre (85 3101.6517 – 6518 – 6519)

Twitter: @sspdsce