Mercado de trabalho da RMF tem evolução positiva em 2012

30 de Janeiro de 2013

A Pesquisa de Emprego e Desemprego na Região Metropolitana de Fortaleza (PED/RMF) revelou que o mercado de trabalho local apresentou uma evolução positiva, em 2012. Ela aponta ampliação do nível ocupacional, baseada principalmente na geração de empregos com carteira assinada no setor privado, estabilidade na taxa de desemprego, elevação do rendimento médio real e da massa de rendimentos reais.

Em 2012, a população economicamente ativa (PEA) da RMF foi estimada em 1.819 mil pessoas, 28 mil a mais do que em 2011, e o nível de ocupação cresceu 1,5%, comparativamente ao ano anterior, passando de 1.632 para 1.657 mil pessoas ocupadas. A taxa média de desemprego total não variou, permanecendo em 8,9% da PEA.

A elevação dos ocupadas resultou de movimentos diferenciados entre os setores de atividade analisados, visto que se observou a geração de postos de trabalho no comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas (18 mil), serviços (14 mil) e construção civil (2 mil), enquanto a indústria de transformação (-5 mil) e o agregado outros setores (-4 mil) apresentaram reduções.

Para o presidente do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT) De Assis Diniz “a manutenção de uma trajetória positiva dos principais indicadores do mercado de trabalho da RMF, aliada à expansão dos ganhos reais de salário para todas as categorias, reflete uma relativa estabilidade, embora menos dinâmica, acompanhando a conjuntura do mercado de trabalho nacional”.

O tempo médio despendido pelo trabalhador na procura de trabalho na RMF caiu de 34 para 30 semanas, no biênio 2011/2012. O tempo médio anual de procura por trabalho na RMF registrou quedas contínuas nos últimos quatro anos.

Em 2012, a massa de rendimentos reais dos ocupados e a dos assalariados apresentaram crescimento, no segmento dos ocupados, 6,4% e, entre os assalariados, 7,9%.

Desemprego estável em nível historicamente baixo em dezembro de 2012

As informações captadas pela PED/RMF, em dezembro de 2012, demonstram que o nível de ocupação aumentou pelo sétimo mês consecutivo, desde junho/2012, gerando cumulativamente 89 mil ocupações (jun–dez/2012). Em dezembro, foi estimado o maior contingente de pessoas ocupadas da série (1.701 mil).

O crescimento da ocupação centralizou-se no setor privado e com carteira assinada, que se expandiu nos últimos sete meses. Dentre os setores, destaca-se a expansão do comércio e reparação de veículos (9 mil), registrando um dos maiores contingentes de ocupados da série (401 mil).

A pesquisa mostrou ainda uma melhora gradativa da qualidade do emprego gerado na RMF, com o maior nível de assalariamento (62,5%), e elevação do emprego com carteira (42,6%), como também registrou redução do emprego doméstico (6,8%), do trabalho autônomo (26%) e do emprego sem carteira (11,5%), nos últimos três anos, resultado importante devido ao nível de informalidade /precarização do mercado de trabalho local.

Quanto ao desemprego, observou-se uma estabilidade tanto no contingente de desempregados (142 mil) quanto em termos de taxa (7,7%) – a menor para o mês de dezembro dos últimos quatro anos.

Percebeu-se ainda a redução da taxa masculina, pelo terceiro mês seguido, para 6,1% – a menor entre os homens. Em relação às mulheres, houve pequena variação positiva, para 9,4%. O desemprego juvenil caiu por quatro meses seguidos (18,1%) e o da faixa de 25 a 39 anos cresceu de 5,9% para 6,3%.

 

Sobre a Pesquisa de Emprego e Desemprego

A Pesquisa de Emprego e Desemprego – PED, na região metropolitana de Fortaleza, é realizada por meio de uma amostra domiciliar na área urbana de treze municípios que compõem a região.

Os dados são divulgados mensalmente pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) e do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), o Sine/CE, o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade).

Atualmente, a PED é realizada nas regiões metropolitanas de Fortaleza, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Salvador, São Paulo e no Distrito Federal.

 

30.01.2013

Assessoria de Comunicação do IDT
Ana Clara Braga
anaclara@idt.org.br / 85 3101.5500