Mais de 77 mil atendimentos na emergência do Hospital Regional do Cariri (HRC)

7 de Janeiro de 2013

Só no ano de 2012 foram realizados na emergência do Hospital Regional do Cariri 49.028 atendimentos. Somado aos 28.945 feitos nos quatro primeiros meses de funcionamento do HRC em 2011 – de 23 de agosto ao final de dezembro,  o número sobe para 77.973 atendimentos. No balanço de 2012 outro número que chama atenção é o de exames. Chegou a 27.978. Nesse total, estão incluídos exames complexos, como ressonância magnética que antes do HRC era realizada apenas na Capital em toda rede pública no Estado. Fechou o ano passado com 1.561 ressonâncias magnéticas, contribuindo para diagnósticos mais precisos e detalhados de pacientes lá mesmo na região do Cariri, sem necessidade de deslocamento de 600 quilômetros para hospitais em Fortaleza. O número de tomografias computadorizadas é bem maior. Atingiu 7.072.

Construído em Juazeiro do Norte, o Hospital Regional do Cariri dá assistência à população dos 44 municípios da macrorregião do Cariri, que contempla as regiões de saúde de Juazeiro, Crato, Brejo Santo, Iguatu e Icó. O HRC, inaugurado em abril de 2011, foi o primeiro hospital público da rede estadual construído no Interior do Ceará.  O segundo está em fase de instalação de equipamentos para ser entregue à população no dia 18 deste mês. É o Hospital Regional Norte. Fica em Sobral, mas com perfil de unidade regional, atenderá todos os 1,5 milhão de habitantes dos 55 municípios da macrorregião. Com 382 leitos e uma área de 57 mil quadrados, será o maior hospital do interior da região Nordeste do Brasil.

Os dois novos hospitais integram a rede de assistência que o Governo do Estado está estruturando para ampliar e qualificar os serviços de saúde. Mais dois hospitais, também regionais, compõem a nova rede de atendimento. Em Quixeramobim, está em construção o Hospital e Maternidade Regional do Sertão Central. Em Maracanaú, será construído o Hospital Regional Metropolitano. Como o próprio nome indica, além de Fortaleza assistirá a população dos municípios da Região Metropolitana. Com perfil híbrido entre HGF e IJF, fará atendimento  em diferentes especialidades como faz o Hospital Geral de Fortaleza, da rede da Secretaria da Saúde do Estado, e em traumas, como o IJF, da rede pública municipal.

A nova rede de assistência vai além de hospitais. Inclui 22 policlínicas regionais  – com nove já inauguradas, 18 Centros de Especialidades Odontológicas – 13 inaugurados, 32 Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24 horas) –  4  funcionando na Capital e duas em fase de instalações e duas assistindo a população em   casos de urgência e emergência em Maranguape e Caucaia e oito concluídas e sendo equipadas para inaugurações. O Governo do Estado, em apoio a saúde dos municípios na atenção básica, liberou R$ 26,6 milhões para a construção de 150 Unidades Básicas de Saúde da Família. Desse total, 138 já foram concluídas. Há 12 UBSFs em fase final de construção.

07.01.2013

 

Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 / 3101.5221 / 8733.8213)
Twitter: @SaudeCeara