Interceptor Leste: Limpeza já retirou 1,5 mil toneladas de lixo

25 de junho de 2012

A limpeza que a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) está realizando no Interceptor Leste, iniciada em março deste ano, já retirou cerca de 1.500 toneladas de lixo da tubulação, em apenas 40% do serviço concluído. As equipes estão trabalhando atualmente no trecho entre rua Manuel Jacaré e avenida Dom Manoel.

A ação é uma medida preventiva que visa minimizar os extravasamentos de esgotos em vias públicas, causadas em sua maioria pela presença de resíduos sólidos nas tubulações e ligações irregulares das águas das chuvas na rede coletora de esgoto. O serviço, realizado durante a noite, utiliza um superjato com separador de resíduos sólidos e líquidos. O material coletado é enviado para o aterro sanitário de Caucaia.

A limpeza do Interceptor percorrerá ainda 3 mil metros de tubulação até a Estação de Pré-Condicionamento de Esgoto (EPC), com uma previsão de retirar 4 mil toneladas de lixo, até dezembro de 2012. O valor total investido na ação é de 2,4 milhões oriundos de recursos próprios.

Conscientização

Causadores de obstruções e transbordamento da rede, os resíduos sólidos são retirados todos os dias do sistema de tratamento de esgoto em Fortaleza. Entre os materiais mais encontrados estão areia, tecidos, coco, plásticos, embalagens e restos de mobília.

Para o gerente de macro tratamento de esgoto, Hildel Freire, esse lixo se deve ao mau uso do sistema de esgotamento sanitário pelas pessoas. No Brasil, o saneamento básico segue o sistema de separação total, ou seja, lixo e esgoto são recolhidos e tratados de forma separada. Mesmo assim, a população acaba jogando lixo na rede de esgoto sem saber o prejuízo que causa à ela mesma, diz.

25.06.2012

Assessoria de Imprensa da Cagece
Sabrina Lemos
85 3101-1828 // 3101-1826