Medalha Rodolpho Tehophilo será entregue a cinco personalidades

22 de junho de 2012

A terceira edição da Medalha Rodolpho Theophilo de Saúde Pública vai homenagear, este ano, os médicos Luiz Porto e Chico Passeata (in memorian), a farmacêutica bioquímica Fernanda Araújo, a enfermeira Jarina Martins e o técnico de laboratório e entomologia Zolide Ribeiro. A solenidade de entrega acontecerá no auditório Waldir Arcoverde, da Secretaria da Saúde do Estado, Avenida Almirante Barroso, 600, Praia de Iracema, na segunda-feira (25), às 9 horas. “Queremos com a medalha reconhecer os que não se cansam de trabalhar pela qualidade da saúde, desde os tempos da construção do SUS, com 24 anos de implantação”, afirma o secretário da saúde do Estado, Arruda Bastos. A Medalha Rodolpho Teophilo de Saúde Pública presta homenagem a personalidades que se destacam pelo compromisso profissional, na defesa do coletivo, conduta ética e na construção de uma saúde pública de qualidade. Na primeira edição, em 2008, nos 20 anos do SUS, foi entregue a 20 personalidades. Dois anos depois, em 2010, homenageou seis personalidades.

Criada por decreto do governador Cid Gomes em 30 de dezembro de 2008, nas comemorações dos 20 anos do SUS, a medalha é uma homenagem ao farmacêutico Rodolpho Theophilo, que esteve na linha de frente na passagem do século XIX para o século XX no combate a varíola. Sem apoio governamental, criou e financiou a vacina contra a doença. A peste atingiu um quinto da população de Fortaleza na época. Mais do que “testemunha ocular da história”, como se refere o jornalista e escritor Lira Neto no livro “O poder e a peste”, Rodolpho Theophilo também esteve na linha de frente do movimento abolicionista e contra a oligarquia Accioly. Foi um dos membros da Padaria Espiritual, que antecipou os pressupostos da Semana de Arte Moderna de 22.

Homenageados_medelha

22.06.2012

Assessoria de Comunicação da Sesa

Selma Oliveira (selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 – 5221)