Funcap e Sesa realizam oficinas preparatórias para o PPSUS Rede 2012

18 de maio de 2012

Com o objetivo de atender a necessidades do sistema de saúde do Estado, a Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap) realiza nesta segunda (21) e terça-feira (22) duas oficinas para seleção e apresentação dos temas que comporão o Programa PPSUS Rede 2012, que terá edital lançado em breve. As oficinas acontecem em parceria com a  Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa) e terão a presença de representantes do  Ministério da Saúde e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

 

No dia 21 haverá reunião com representantes da Funcap, da Sesa, do Ministério da Saúde e do CNPq para apresentação dos dezenove temas prioritários do Programa de Formação e Melhoria da Qualidade de Atenção à Saúde (Qualisus Rede). Na mesma ocasião, serão selecionados, entre os dezenove temas propostos, cinco ou seis que identifiquem problemas de saúde prioritários para o Estado. Os temas escolhidos serão apresentados durante a oficina realizada no dia 22, na Funcap, que contará com a participação de representantes das instituições parceiras e da comunidade científica.

 

No fim de abril, a Funcap realizou um encontro preliminar, a fim de ampliar e amadurecer as discussões sobre o tema. Trinta e cinco pesquisadores de diversas instituições de ensino superior compareceram à Fundação.

 

O PPSUS faz parte da estruturação da área de ciência, tecnologia e inovação em saúde  do Ministério da Saúde. O programa corrobora para o esforço de fortalecimento federativo da ciência e tecnologia em saúde no país como vetor estruturante do desenvolvimento nacional.

 

O Estado do Ceará foi um dos 10 estados escolhidos pelo Ministério da Saúde para participar do PPSUS Rede. A escolha dos subtemas é baseada nas necessidades do sistema de saúde do Estado e na competência técnico-científica para o atendimento dessas necessidades.

 

Confira, abaixo, os dezenove temas prioritários propostos pelo Ministério da Saúde, separados por blocos:

Bloco 1: Regionalização, redes e planejamento

1.Integração dos instrumentos de gestão e planejamento regional do SUS, modelos de governança e contratualização federativa;

2.Sistemas de regulação do acesso (local, regional, estadual);

3.Modelos de organização da atenção especializada e dos serviços de apoio diagnóstico e terapêutico, articulados com o processo de regionalização, para garantir acesso, economia de escala e resolutividade;

4.Registro eletrônico das informações dos usuários e uso do cartão eletrônico;

5.Modelos de acreditação das redes de atenção à saúde;

 

Bloco 2: Assistência

6.Modelos de instrumentos de governança clínica (com ênfase nas linhas de cuidado prioritárias) e sistemas de auditoria clínica;

7.Sistema de transporte sanitário para paciente crônicos;

8.Modelos de assistência farmacêutica para as redes de atenção à saúde;

9.Modelos de avaliação e gestão de tecnologias para as redes de atenção à
saúde;

 

Bloco 3: Recursos humanos

10.Necessidades de alocação, capacitação e fixação de médicos e demais profissionais de saúde estratégicos;

11.Perfil e composição das equipes multiprofissionais em distintas modalidades de redes de atenção à saúde, incluindo profissionais para as atividades de gestão, monitoramento e avaliação;

12.Carreiras e sistemas de remuneração das equipes multiprofissionais;

13.Necessidades de formação/capacitação das equipes multiprofissionais;

 

Bloco 4: Monitoramento e avaliação

14.Estudos de linha de base e formulação de indicadores e modelos de avaliação da estruturação, desempenho e resultados das redes de atenção à saúde;

15.Estudos de linha de base para as ações de vigilância em saúde;

16.Avaliação de resultados e impacto das ações assistenciais consideradas estratégicas sobre a mortalidade infantil;

17.Avaliação de resultados e impacto de práticas assistenciais na redução da letalidade da dengue;

 

Bloco 5: Financiamento

18.Sistema de apuração e gestão de custos nos serviços e nas redes de atenção à saúde;

19.Modelos de financiamento de redes de atenção à saúde em sistemas universais de saúde e modelos de pagamento a prestadores e transferência de recursos.

 

18.05.2012

 

Assessoria de Imprensa da Funcap

Giselle Soares ( giselle.soares@funcap.ce.gov.br / 85 3275.9629)