Mais dois trens do Metrô de Fortaleza chegam ao Porto do Pecém

14 de maio de 2012

Mais dois trens unidades elétricas (TUEs) que irão circular na linha Sul do Metrô de Fortaleza chegam ao Ceará nesta terça-feira (15), às 6 horas. Estas são as unidades números 7 e 8 de um total de 20 carros que o Governo do Estado adquiriu para atender cerca de 350 mil pessoas por dia. Cada trem é composto por três carros de passageiros. O desembarque será feito no Porto do Pecém. Estas composições, assim como outras seis que já estão no Ceará, foram compradas pelo Governo do Estado, por meio da Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor). Os outros 12 trens devem chegar até outubro deste ano.

Os trens estão vindo de Nápoles, na Itália, e serão montados no próprio Porto do Pecém. Para isso, uma equipe de técnicos veio da Itália para trabalhar em Fortaleza. Segundo estimativa do Metrofor, estas unidades que chegam dia 15 de maio deverão iniciar os testes em junho. Os trens são elétricos com 40 metros de comprimento cada um e capacidade para 445 passageiros, sendo 50 sentados. Os veículos são fabricados em alumínio. A velocidade máxima operacional do trem será de 80 quilômetros por hora. Os trens foram comprados da empresa italiana Ansaldo Breda.

Centro de Manutenção

Ao desembarcar no Porto do Pecém, as unidades passam alguns dias aguardando a liberação dos órgãos fiscalizadores. Depois, é feita a montagem da estrutura básica para permitir o transporte até o Centro de Manutenção, em Pacatuba. O transporte é feito do Pecém até Pacatuba utilizando a linha de cargas já existente.

O presidente do Metrofor, Rômulo Fortes, explica que a chegada dos trens está dentro do cronograma de montagem e testes dos trens. Dessa forma, será possível iniciar os testes assistidos ainda neste semestre. A chamada “operação assistida”, segundo Fortes, é feita com transporte de pessoas, mas limitada a horários determinados pelo Metrofor.

Testes

Os trens que chegam ao Ceará são montados e seguem para os testes no Centro de Manutenção, em Pacatuba. Os primeiros testes são estáticos, quando os equipamentos são colocados em funcionamento com os carros de passageiros parados. Esses testes servem para verificar a eficiência dos comandos e a correta utilização de cada ferramenta.

Os segundos testes são chamados dinâmicos. Neste caso, os trens circulam pelas linhas somente com a equipe técnica. Não é possível transportar passageiros por uma questão de segurança. Os testes estáticos são realizados na própria oficina, enquanto o teste dinâmico é feito na via em um trecho entre o Centro de Manutenção, na Pacatuba, e a Estação de Raquel de Queiroz, em Maracanaú.

14.05.2012

Assessoria de Imprensa do Metrô de Fortaleza

Márcio Teles ( marcio.teles@metrofor.ce.gov.br / 85 3101.7115)

www.metrofor.ce.gov.br