Cagece já retirou 400 toneladas de lixo do Interceptor Leste

8 de maio de 2012

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará – Cagece, já retirou 400 toneladas de lixo e areia do Interceptor Oceânico Leste, uma tubulação de 6 km de extensão e com diâmetro entre 1.000 mm e 1.750 mm. A limpeza já percorreu 800m, do total de 5km do interceptor. A operação, que iniciou no dia 26 de março, nas proximidades do Riacho Maceió, se estenderá até a Estação de Pré-condicionamento de Esgoto (EPC), na avenida Leste-Oeste, com previsão para ser concluída em setembro. A expectativa é retirar um total de 2.000 toneladas de sedimentos do interior dos tubos.

Dentre os materiais retirados até agora, foram encontrados lixo doméstico, areia, pedras e até uma base de concreto utilizada em obras de grande porte. Esse material sólido retirado na operação é levado ao aterro sanitário de Caucaia, em caminhões hermeticamente fechados, para que não haja exalação de maus odores.  Toda a operação está sendo realizada no período da noite, para não interferir no trânsito local. O valor investido na limpeza chega a R$ 2,4 milhões, com recursos próprios.

Conscientização

A Cagece faz um alerta sobre o mal uso da rede de esgoto; lixo jogado na tubulação é um dos grandes vilões do bom funcionamento do sistema de esgotamento sanitário.

Quando o lixo se acumula nas tubulações da rede pode causar entupimento e transbordamento do esgoto nas vias públicas. Além do mau cheiro, problemas de saúde pública podem ocorrer e trazer consequências mais sérias para a população quando esta situação acontece.

Muitas pessoas têm a prática comum de jogar papel, resto de comida e outros objetos, direto no vaso sanitário ou abrem o ralo de  quintais para despejar detritos não desejáveis. Por isso, a Companhia esclarece: lugar de lixo é no lixo.

08.05.2012

Assessoria de Imprensa da Cagece:
Sabrina Lemos (sabrina.lemos@cagece.com.br – 85 3101.1826 / 8878.8932)