Mais de R$ 1,2 bilhão são investidos no combate aos efeitos da estiagem

2 de Maio de 2012

Os Governos Federal e Estadual, juntamente com as prefeituras cearenses passam a desenvolver  conjuntamente as ações para amenizar os efeitos da estiagem no Estado, através do Comitê Integrado de Combate à Seca. Nesta segunda-feira (02), o governador Cid Gomes e o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, assinaram o decreto para instalação do Comitê no Ceará. Para o Governador, é “fundamental que as ações sejam integradas”. “É muito importante também que o Comitê não só coordenará, como dará mais transparência a qualquer ação no âmbito da seca no Ceará”, destacou.

Durante o lançamento, Cid Gomes destacou os recursos investidos pelos Governos Federal e Estadual no combate à estiagem. São R$ 163 milhões para o Seguro Safra (240 mil inscritos no Ceará), R$ 24 milhões  para o Bolsa Estiagem (cerca de 60 mil pessoas beneficiadas), R$ 200 milhões para sistemas simplificados de abastecimento de água e cisternas de placa, R$ 460 milhões na primeira etapa do Cinturão das Águas, mais R$ 426,56 milhões em diversas ações voltadas para a agricultura e abastecimento de água.  “Essas são ações fundamentais que fazem com que diminuam os fenômeno social da seca”, disse Cid.    

O Governador lembrou que no mês de junho será inaugurada a 4ª etapa do Eixão das Águas e em setembro a 5ª etapa do Eixão. “Esse é atualmente o maior sistema de integração de bacias da América Latina e já garante água para a Região Metropolitana de Fortaleza e o Complexo Portuário do Pecém. Nós estamos trabalhando para a segurança hídrica do Estado e temos a capacidade de acumular 18 bilhões de metros cúbicos. Isso é seis vezes mais que um estado equivalente ao Ceará pode acumular. Não estamos sendo pegos de surpresa”, ressaltou. Cid Gomes lembrou que em 2010 o Ceará passou pelo pior período de estiagem, mas sem os efeitos drásticos da conhecida Seca de 1958 e de 1973. “Nós não tivemos grandes problemas por conta desse conjunto de ações”,  explicou Cid Gomes.

Seca_1O ministro Fernando Bezerra destacou, na ocasião, o Programa Água para Todos, que a partir da instalação de Cisternas vai garantir que até 2014 todas as residencias no Ceará tenham pelo menos um ponto de água. Ainda segundo o Ministro, o Ceará é referência nacional na implantação do Programa. “Não só pela quantidade, mais pela qualidade das cisternas. Temos o Ceará como uma referência para todos os estados”, elogiou o Ministro.

O Comitê Integrado de Combate à Seca terá foco acompanhar as ações emergenciais. Como prioridade ampliar a oferta de água e garantir que os pequenos produtores e pequenos agricultores tenham acesso a renda. “A água é a primeira preocupação, e o acesso a ela se dará através da operacionalização dos carros pipas, perfuração e equipação de poços profundos. A segunda ação é fazer com que os recursos  do Garantia Safra e do Bolsa Estiagem os atendam. Assegurando água e renda enfrentamos esse problema”, destacou Fernando Bezerra.

O Comitê já começa a atuar nesta segunda-feira, e será formado por 18 membros de órgãos ligados as esferas do poder Federal (Ministério do Desenvolvimento Agrário, Ministério do Desenvolvimento Social, Ministério de Minas e Energia, Secretaria Nacional da Defesa Civil – 2 membros) e Estadual (Secretarias do Desenvolvimento Agrário, dos Recursos Hídricos, das Cidades, do Trabalho e Desenvolvimento Social, Segurança Pública, Sohidra, Cagece, Ematerce e Defesa Civil do Ceará); Exército Brasileiro; Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece); Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura (Fetraece) e Federação da Agricultura e Pecuária (Faec). Os trabalhos serão secretariados pela Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA).

Presente na solenidade, o secretário estadual do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, destacou que o Comitê já deve se reunir na segunda-feira (07) para deliberar algumas ações.    “Em 2012 a média de chuvas já está abaixo de 2011 em 57% e 99 municípios já estão em situação de vulnerabilidade alta e média alta. Apesar das dificuldades, a parceria entre os Governo Federal e Estadual vai reduzir esses efeitos”, ressaltou.

A solenidade no Corpo de Bombeiros foi prestigiada pelo Secretário Nacional da Irrigação, Ramon Flávio; pelos secretários estaduais, Francisco Bezerra (Segurança Pública), Camilo Santana (Cidades), Arruda Bastos (Saúde), Cel João Vasconcelos (Adjunto da Segurança Pública); pelo Presidente da Ematerce, José Maria Pimenta; pelo líder do Governo na Assembleia, Antônio Carlos;  pelos deputados José Guimarães, Carlomano Marques e Bethrose; pela Presidente da Aprece, Eliene Brasileiro, e prefeitos.

Seca_3 Seca_2

 

02.05.2012

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado

Casa Civil ( comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 85 3466.4898)