Pneumologistas atendem asmáticos na Praça José de Alencar neste sábado (07)

6 de Maio de 2011

Na Semana Mundial de Controle da Asma, a equipe do Programa de Controle da Asma Grave e de Difícil Controle do Hospital de Messejana (Procam) e da Comissão de Asma da Sociedade Cearense de Pneumologia, vão até a Praça José de Alencar, no sábado (07), atender a população, entre 8h e 12h.
O objetivo é informar melhor sobre o controle da Asma. Na ocasião, os pneumologistas aplicarão o exame do sopro para identificar pacientes que sofrem com a doença. Os mesmos serão encaminhados para atendimento no Hospital de Messejana.

A Asma acomete cerca de 200 mil pessoas em Fortaleza, onde estima-se que menos de 1% da população afetada tenha acesso à assistência adequada e ao controle das crises. Sendo a terceira causa de internação do país entre as doenças respiratórias, atinge 10% da população brasileira e 300 milhões de pessoas em todo o mundo.

Programa de Controle da Asma do Hospital de Messejana

Atualmente, mais de mil cearenses são atendidos pelo Programa de Controle da Asma Grave e de Difícil Controle do Hospital de Messejana (Procam). Criado em 2009, já atendeu mais de 22 mil pessoas e oferece assistência médica, educacional e remédios gratuitos aos pacientes.

De acordo com o coordenador do Procam, Petrônio Leitão, a asma é uma doença crônica com índices elevados de hospitalização e atendimentos na emergência, comprometendo intensamente a qualidade de vida de seus portadores. “Ele revelou que com o Programa do HM, a situação de muitos pacientes mudou graças aos resultados de excelência. É considerável a queda no número de atendimentos na emergência”, disse Petrônio

Saiba Mais

Sintomas da Asma

Os sintomas da asma na criança, assim como no adulto, são recorrentes, ou seja, não estão presentes o tempo todo. Há períodos em que o paciente apresenta falta de ar, chiado no peito, secreção e um pouco de tosse. Estes sintomas aparecem em diferentes circunstâncias e intensidades e em geral, estão relacionados com mudanças de temperatura, contatos com substâncias irritantes, alérgenos, poeira, ou são desencadeados por exercícios físicos ou estresse.

Os principais sinais de alerta são:

– Tosse seca persistente – principalmente à noite;
– Sibilância (chiado no peito);
– Respiração mais rápida do que o normal;
– Faltade ar;
– Cansaço físico;
– Sensação de aperto ou dor no peito.

06.05.2011

Assessoria de Imprensa do Hospital de Messejana

Stella Magalhães (stellamagalhaes@hotmail.com / 85 3101.4092) Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. / 85 3101.4092 – 9998.7464)