Estado reforça controle da dengue na região de Iguatu

11 de Abril de 2011

O secretário estadual da Saúde, Arruda Bastos, dá sequência nesta terça-feira (12), às visitas aos municípios para mobilizar os agentes públicos e a população no combate à dengue. Acompanhado do coordenador de Promoção e Proteção à Saúde, Manoel Fonseca, e do coordenador das Células Regionais de Saúde, Policarpo Barbosa, o secretário se reúne às 9 horas, na sede do Sesi de Iguatu, na Rua 13 de Maio nº1.130, com prefeitos, secretários municipais de saúde diretores de unidades de saúde, agentes de endemias, agentes comunitários de saúde e mobilizadores sociais dos 10 municípios da 18ª microrregião de saúde. O objetivo é reforçar as estratégias de controle dos focos do mosquito na visita aos imóveis feitas pelos agentes de endemias e na qualidade da assistência aos pacientes com suspeita da doença já na primeira consulta ao médico feita na atenção básica, nos postos de saúde.

 

“Quando os casos suspeitos são efetivamente acompanhados a partir dos primeiros sintomas nos postos de saúde das prefeituras municipais,  o risco de agravamento do quadro de saúde do paciente é reduzido, sem necessidade de assistência nos hospitais de maior complexidade”, afirma Arruda Bastos. Ele acrescenta que “os profissionais de saúde e a população devem ficar alertas em relação aos sinais de alarme da dengue”. Muitas vezes alguns sintomas desaparecem, como a febre, e os pacientes pensam que ficaram bons, livres da doença e quando procuram assistência a situação já é de agravamento, o que aumenta o sofrimento e diminui as chances de cura. De acordo com o Boletim Semanal da Dengue divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado na sexta-feira, 8 de abril, a microrregião de saúde de Iguatu registra 298 casos confirmados de dengue em 2011, sem óbitos.

 

“No final do ano passado, estivemos em Juazeiro do Norte com a Caravana da Dengue alertando gestores da região com o objetivo de mobilizar para as ações de combate ao mosquito e de mobilização social. Agora, com o aumento do número de casos da doença, focamos na assistência aos pacientes, chamando a atenção para o diagnóstico rápido e com qualidade, evitando óbitos”, afirma Arruda Bastos. Em apoio aos municípios, a Sesa iniciou uma força-tarefa, onde a prioridade é a assistência aos pacientes nos municípios com elevado número de casos e óbitos confirmados da doença. A força tarefa começou pelos municípios de Caucaia, na região metropolitana, e Juazeiro do Norte, no Cariri.

 

Sesa Itinerante

O tema dengue levou a Secretaria da Saúde do Estado para dezenas de municípios do final do ano para cá. Os últimos mobilizados para o reforço das ações contra a dengue foram Caucaia, São Gonçalo do Amarante, Icó, Itapipoca, Granja e Araripe. Há casos confirmados de dengue em 155 municípios. A prioridade da Sesa itinerante são os que apresentam maiores números de casos e de óbitos. Este ano, até o boletim epidemiológico divulgado, há 10.052 casos confirmados e 22 óbitos em todo o Ceará.

 

11.04.2011

Assessoria de Imprensa da Sesa

Selma Oliveira (soliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101-5220)