Hospital César Cals intensifica campanha para doação de leite materno

14 de Fevereiro de 2011

Às 7 horas da manhã, todos os dias, o banco de leite humano do Hospital Geral Dr. César Cals, unidade da Secretaria da Saúde do Estado, abre as portas para a vida. A busca constante por mães doadoras, consequentemente mais leite para os bebês internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal e berçário de médio risco é rotina para os profissionais que fazem parte da serviço. São essas ações que ajudam cerca de 58 bebês internados no hospital a ganhar peso, saúde e vida.

 

O banco de leite humano, além de ser responsável por receber as doações, pasteurização, armazenamento e distribuição de leite, também desenvolve ações voltadas para a orientação sobre amamentação. Toda mãe que tiver alguma dificuldade para  amamentar ou dúvidas sobre o processo de doação pode ir ao Hospital César Cals ou ligar, sem pagar nada, para o telefone 0800 286 5678. Esse é o meio mais fácil para receber todas as orientações e tirar quaisquer dúvidas. E não são apenas as mães que podem ligar e têm acesso ao serviço. Conforme conta a técnica de enfermagem Elizabete Teixeira Pimentel, já recebeu ligações de avós querendo saber qual a maneira correta de dar o leite para o bebê, porque ficam responsáveis pelos ¨pequenos¨enquanto a mãe está na faculdade ou no trabalho.  Uma das principais dúvidas é sobre o armazenamento adequado do leite, que deve ser mantido em frasco de vidro de maionese ou café solúvel no congelador ou freezer por até 10 dias.

 

Para doar, é preciso estar amamentando, ter excesso de leite e não fazer uso de antibióticos. Basta ligar para o disque amamentação ou procurar o banco de leite no Hospital César Cals, na avenida do Imperador 545, Centro. Foi o que fez Ângela Pereira de Albuquerque, que veio ao HGCC para a consulta de retorna da filha Alice, nascida há nove dias na maternidade do César Cals. “Depois da consulta, procurei o banco de leite para fazer a doação”. Ela conta que recebeu as primeiras orientações sobre amamentação e doação assim que foi admitida para o parto.

 

Ao doar, as mães ajudam a manter o estoque de leite do banco, que alimenta os bebês  internados no César Cals. Para suprir a necessidade diária, são necessários pelo menos 15 litros de leite. Por isso, quanto mais leite, melhor. O leite doado é pasteurizado no próprio hospital. Quando são alimentados com leite humano, o tempo de internação na UTI pode ser reduzido pela metade  e os bebês crescerão mais fortes e saudáveis.

 

O período do carnaval está se aproximando, por isso a necessidade de aumentar as doações. Além do leite, também podem ser doados frascos de vidro de maionese ou café solúvel. O Banco de Leite do HGCC funciona todos os dias da semana, de 7 da manhã até às 19 horas. Em todo o Ceará, existem seis Bancos de Leite Humano.

 

14.02.2011

Assessoria de Imprensa do HGCC

Wescley Jorge 85 3101.5422 – 9955.3752