Ampliação do CIDH melhora atendimento a hipertensos e diabéticos

23 de julho de 2010

A nova estrutura da unidade recebeu investimento de 594 mil reais do Governo do Estado para obras de ampliação e reforma.

 

A partir desta segunda-feira, 26, os pacientes e familiares atendidos no Centro Integrado de Diabetes e Hipertensão terão mais espaço, conforto e equipamentos modernos. Às 9 horas a Secretaria da Saúde do Estado inaugura a nova estrutura da unidade, que recebeu investimento de 594 mil reais do Governo do Estado para obras de ampliação e reforma.

 

Com a ampliação, o CIDH aumenta de um para dois o número de consultórios odontológicos, além de todos os equipamentos de saúde bucal serem novos e de alta tecnologia. Na nova farmácia, com  estrutura ampla, o atendimento fica mais humanizado. O ambulatório de pé diabético também é novo. Nas novas instalações há vários espaços para a educação continuada de pacientes, orientando sobre a prevenção e tratamento da diabete. Diariamente, 250 pacientes com diabetes e hipertensão são atendidos no CIDH.

 

A estimativa é de que no Ceará existam 380 mil pessoas portadoras de diabetes. Cerca de 56% da população diabética não sabem que têm a doença e também porque 40% dos diabéticos não conseguem realizar o controle adequado da enfermidade.

 

A hipertensão arterial acomete 935 mil pessoas com mais de 30 anos de idade no Estado. A doença é o principal fator de risco para o Acidente Vascular Cerebral (AVC) e está associada a enfermidades como diabetes e às complicações renais.

 

23.07.2010 

 

Assessoria de Imprensa da Sesa:

Selma Oliveira (soliveira@saude.ce.gov.br – 85 3101.5220)