Licitação do Castelão: liminar da justiça Federal é suspensa

14 de julho de 2010

Foi suspensa na última terça-feira (13) a liminar da 2ª Vara Federal que determinava a alteração da pontuação em um dos consórcios candidatos à licitação de reforma, adequação e modernização do estádio Plácido Aderaldo Castelo (Castelão). De acordo com procurador-geral do Estado José Leite Jucá Filho, a decisão é do TRF-5ª Região, que suspendeu a revisão da nota técnica do consórcio Marquise/EIT/CVS.
O estádio Castelão receberá investimentos para reestruturação, através de Parceria Público Privada – PPP, na ordem de R$ 452 milhões. Entre as melhorias estão previstas a ampliação da capacidade de público de 59 para 66.700 mil lugares, bem como a modernização e ampliação da estrutura do estádio para o atendimento às exigências da FIFA.
A reforma será iniciada pela parte externa, possibilitando a realização dos jogos dos campeonatos cearense e brasileiro deste ano. Em 2011, o estádio será fechado para conclusão das obras, que estão previstas para dezembro de 2012.
Consórcios participantes
• Consórcio Arena Multiuso Castelão (Galvão Engenharia S/A, Serveng Civilsan S/A e BWA Tecnologia de Informação LTDA)
• Consórcio Marquise-EIT-CVS (Construtora Marquise S/A, EIT Empresa Industrial Técnica S/A e CVS Construtora S/A)
• Consórcio Novo Castelão (Carioca Christiani Nielsen Engenharia S/A, Somague Engenharia S/A, Construtora Queiroz Galvão S/A e Fujita Engenharia LTDA)
• Odebrecht Serviços de Engenharia e Construção S/A
14.07.2010
Assessoria de Comunicação da Sesporte
Lisiane Linhares e Kelvia Alves (85 3101-4415)