Educação Profissional: unidade de Aracoiaba atenderá 540 alunos

13 de março de 2010

A obra contará com investimento total de R$ 5,1 milhões.
“Precisamos formar profissionais que atendam empreendimentos importantes que estão se instalando no Ceará. O grande desafio é a geração de empregos e a capacitação dos jovens é uma questão crucial. O Ceará não tem topógrafos, técnicos em mineração, ou programadores de computador. Estes são campos que já dispõem de oferta de trabalho maior do que a procura”. Com esse discurso o governador Cid Gomes, assinou na noite desta sexta-feira (12), no município de Aracoiaba, no Maciço de Baturité, a ordem de serviço para a construção de mais uma Escola Estadual de Educação Profissional (EEEP). A obra, que contará com investimento total de R$ 5,1 milhões, terá em sua estrutura: auditório para 201 lugares, biblioteca, laboratórios de línguas, informática, química, biologia, física e matemática, 12 salas de aula, quadra poliesportiva e teatro arena. O número de vagas será de 540 alunos.
Para atender a demanda futura de empreendimentos como a Companhia Siderúrgica do Pecém, Refinaria da Petrobras, Usina de Itataia, Estaleiro Promar, entre muitos outros, o chefe do Executivo relatou que o governo está investimento na construção de 112 escolas da modalidade profissionalizante. “São investimentos que mudam de forma definitiva o perfil socioeconômico do Ceará. Em 10 anos a economia cearense deverá dobrar. Só a Refinaria da Petrobras contará com um investimento de R$ 38 bilhões”, confirmou o governador.
Para a secretária da Educação, Izolda Cela, “a iniciativa oferecerá educação básica de qualidade integrada ao ensino profissional com o objetivo de preparar o jovem para o mercado de trabalho”. Segundo ela na região, existem duas unidades que oferecem ensino médio: Escola de Ensino Fundamental e Médio (EEFM) Almir Pinto e EEFM João Alves Moreira. “Com a nova unidade, os estudantes terão mais uma opção de aprendizado, em tempo integral”, relatou.
As Escolas de Educação Profissional representam o compromisso do Governo do Estado com a educação de qualidade para os jovens cearenses. Até o fim de 2010, a meta é construir 112 unidades profissionalizantes e atualmente 56 já estão em funcionamento. Atualmente, os cursos oferecidos pelas EEEP são: Informática, Enfermagem, Turismo, Segurança do Trabalho, Comércio, Finanças, Edificações, Produção de Moda, Estética, Massoterapia, Agroindústria, Meio Ambiente e Aquicultura. As Escolas de Educação Profissional funcionam nos turnos manhã e tarde, em tempo integral.
Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br/ 3101.6247)

A obra contará com investimento total de R$ 5,1 milhões.


“Precisamos formar profissionais que atendam empreendimentos importantes que estão se instalando no Ceará. O grande desafio é a geração de empregos e a capacitação dos jovens é uma questão crucial. O Ceará não tem topógrafos, técnicos em mineração, ou programadores de computador. Estes são campos que já dispõem de oferta de trabalho maior do que a procura”. Com esse discurso o governador Cid Gomes, assinou na noite desta sexta-feira (12), no município de Aracoiaba, no Maciço de Baturité, a ordem de serviço para a construção de mais uma Escola Estadual de Educação Profissional (EEEP). A obra, que contará com investimento total de R$ 5,1 milhões, terá em sua estrutura: auditório para 201 lugares, biblioteca, laboratórios de línguas, informática, química, biologia, física e matemática, 12 salas de aula, quadra poliesportiva e teatro arena. O número de vagas será de 540 alunos.

 

Para atender a demanda futura de empreendimentos como a Companhia Siderúrgica do Pecém, Refinaria da Petrobras, Usina de Itataia, Estaleiro Promar, entre muitos outros, o chefe do Executivo relatou que o governo está investimento na construção de 112 escolas da modalidade profissionalizante. “São investimentos que mudam de forma definitiva o perfil socioeconômico do Ceará. Em 10 anos a economia cearense deverá dobrar. Só a Refinaria da Petrobras contará com um investimento de R$ 38 bilhões”, confirmou o governador.

 

Para a secretária da Educação, Izolda Cela, “a iniciativa oferecerá educação básica de qualidade integrada ao ensino profissional com o objetivo de preparar o jovem para o mercado de trabalho”. Segundo ela na região, existem duas unidades que oferecem ensino médio: Escola de Ensino Fundamental e Médio (EEFM) Almir Pinto e EEFM João Alves Moreira. “Com a nova unidade, os estudantes terão mais uma opção de aprendizado, em tempo integral”, relatou.

 

As Escolas de Educação Profissional representam o compromisso do Governo do Estado com a educação de qualidade para os jovens cearenses. Até o fim de 2010, a meta é construir 112 unidades profissionalizantes e atualmente 56 já estão em funcionamento. Atualmente, os cursos oferecidos pelas EEEP são: Informática, Enfermagem, Turismo, Segurança do Trabalho, Comércio, Finanças, Edificações, Produção de Moda, Estética, Massoterapia, Agroindústria, Meio Ambiente e Aquicultura. As Escolas de Educação Profissional funcionam nos turnos manhã e tarde, em tempo integral.

 

Coordenadoria de Imprensa do Governo do Estado
Casa Civil (comunicacao@casacivil.ce.gov.br / 3101.6247)